Tem como estornar um Pix? Saiba como funciona a devolução

Retorno dos valores depende do recebedor. Caso contário, o pagador deve entrar em contato com o banco por onde fez o Pix

O Pix é um sistema que promete facilitar transações. Através de uma chave, que serve como um atalho para identificar e localizar cada conta no sistema, o cliente pode realizar pagamentos 24 horas por dia, sete dias por semana. Após cadastrar, ele torna as transferências mais ágeis que o DOC e TED, com operações em apenas 10 segundos. Contudo, apesar de facilitador, ainda traz dúvidas em relação ao estorno de valores transferidos utilizando o Pix. Entenda:

 

Como funciona o estorno no Pix?

O estorno do dinheiro recebido com Pix pode sim acontecer, mas com ressalvas. Como o Pix é uma transação instantânea, que demora cerca de 10 segundos para mudar os recursos de uma conta para outra, depois de realizado não é mais possível ser cancelado. Em suma, o consumidor pode cancelar a transação pelo Pix antes da última etapa, que é confirmar a senha de quatro dígitos.

Para ter o dinheiro que transferiu de volta, deve-se pedir que o recebedor do Pix faça a devolução do valor pago. Assim, a devolução é iniciada por quem recebeu o dinheiro. Mas, nos casos onde a transferência foi feita com os dados incorretos ou não existe maneira de entrar em acordo com as partes, o processo é semelhante ao que acontece em TEDs e DOCs.

Em suma, o pagador deverá entrar em contato com o banco por onde fez o Pix e solicitar o estorno. Apenas pagamentos feitos nos últimos 90 dias corridos poderão ter estorno do Pix. Segundo o portal Contábeis,

Além disso, conforme define o Código de Defesa do Consumidor, continua valendo o direito de arrependimento de compra.

 

Como transferir dinheiro pelo Pix?

Leia também

Saiba como funciona o investimento em PGBL para pagar menos…

Novo Bolsa Família: confira os benefícios que devem ser…

Para transferir dinheiro através do sistema, o cliente deve:

- PUBLICIDADE -

  1. Cadastre uma chave, que pode ser número de celular, CPF ou e-mail, por exemplo;
  2. Busque a aba “Pix” em seu aplicativo;
  3. Toque em “Transferir” e indique o valor da transferência;
  4. Para fazer a transferência, insira a chave da pessoa favorecida e conclua a transação em poucos segundos.

Assim, a transação dispensa informar todos os dados bancários e pessoais do favorecido. É possível encontrar a funcionalidade nos diversos aplicativos de bancos e fintechs. A operação pode ser feita a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga. Além disso, o cadastro desse código é feito também nesses aplicativos, basta acessar a seção destinada.

 

Como se proteger e se livrar dos golpes?

  • Não clique em links desconhecidos;
  • Verifique a reputação das lojas e formas de pagamento;
  • Confirme os dados;
  • Utilize o Pix apenas no aplicativo da instituição financeira
  • Em compras de maior valor, dê preferência ao cartão de crédito, que permite o estorno.

 

Leia também:

Golpe no PIX e Whatsapp clonado: saiba como evitar

Pix irá integrar movimentações em contas salário, segundo BC

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes