Saiba como evitar golpes do FGTS

Trabalhadores devem ficar atentos aos canais oficiais da Caixa Econômica Federal para não cair no phishing e conferir cadastros

O mega vazamento de dados liberou 223 milhões de CPFs, 40 milhões de CNPJs e 104 milhões de registros de veículos. Sem muitas alternativas, o trabalhador deve ficar atento as maneiras de se proteger de possíveis golpes e uso de dados por hackers para acessar seus benefícios. No caso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), os valores já foram alvos de golpes com o saque emergencial e o uso do aplicativo Caixa Tem, além do phishing em mensagens de redes sociais. Confira como evitar os golpes do FGTS:

 

Como funcionam os golpes do FGTS?

Um exemplo prático de como os golpes funcionam aconteceu com o saque emergencial do FGTS, que foi depositado automaticamente em contas de poupança social digital na Caixa, e são acessados pelo aplicativo Caixa Tem. Assim que o benefício é depositado, e enquanto não é liberado para saque, os golpistas acessam as contas e preenchem os dados do trabalhador para acessar o valor.

O golpe é feito a partir do CPF e nome dos trabalhadores. Através do aplicativo Caixa Tem, informando um e-mail falso, os golpistas pegam o dinheiro do trabalhador. O ponto de vulnerabilidade do aplicativo é que ele não solicita confirmação de identidade do usuário.

Para retirar o valor são pagos boletos gerados em carteira digital. Dessa forma, o trabalhador só percebe que caiu no golpe quando tenta se cadastrar no aplicativo e o sistema mostra que já existe cadastro em seu CPF. A mesma coisa aconteceu com o auxílio emergencial, por exemplo. Como o benefício utiliza do mesmo sistema, enfrentou as mesmas falhas.

Outra maneira que o golpe acontece, é quando trabalhadores recebem um link pelo WhatsApp ou outras redes sociais e respondem perguntas que dão veracidade ao golpe. Então, o usuário vai para uma página falsa onde digita os dados pessoais. Uma possibilidade também é o envio de links que solicitem a permissão para o envio de notificações.

Dessa maneira, a forma que o trabalhador possui para proteger-se de fraudes é conferindo o saldo constantemente e tomando ficar atento.

 

Utilize canais oficiais

- PUBLICIDADE -

Utilize apenas no aplicativo da instituição financeira. Para consultar o saldo, é importante utilizar apenas os aplicativos Caixa Tem e FGTS para evitar golpes. Dessa forma, caso haja a solicitação para entrar em um link ou site diferente para fazer o pagamento, é necessário desconfiar. Utilize apenas canais oficiais do banco da Caixa para obter informações sobre o saque do FGTS

Leia também

Confira o calendário do Bolsa Família para março de 2021

Relembre as promessas de Bolsonaro sobre os preços da…

No caso do saque emergencial e uso do aplicativo Caixa Tem, o trabalhador deve se precipitar e baixar o aplicativo oficial, cadastrando e-mail e número de telefone. Em caso de dúvidas no uso de sites oficiais, é preciso verificar se o link possui o https para que a conexão seja segura para a inserção de dados. O mesmo vale para o cadeado antes do endereço. O usuário pode clicar nele para verificar o certificado de segurança e data de validade.

 

Não clique em links desconhecidos

O phishing é uma fraude eletrônica com  fim de roubar dados pessoais para fazer compras e transferências de valores. Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), 70% das fraudes digitais usam essa armadilha de phishing. Links enviados através de redes sociais, WhatsApp, e-mail ou SMS podem ser golpes simulando canais oficiais para roubar senhas. Este link pode redirecionar o usuário a uma página falsa.

Além disso, também é importante não usar computadores públicos ou celulares de outras pessoas, ou mesmo utilizar um wi-fi aberto, carregadores de pessoas desconhecidas e transações enquanto o celular estiver em uma tomada de um lugar público utilizando o carregador de terceiros. Utilizar sempre navegadores e softwares de antivírus atualizados.

A Caixa não envia SMS com link e só envia e-mails se o cliente autorizar. Links suspeitos também podem levar à instalação de programas espiões, que podem ficar ocultos no celular ou computador, coletando informações de navegação e dados do usuário. O phishing muitas vezes vem acompanhado de informações sensacionalistas e “oportunidades imperdíveis”, para seduzir o usuário.

 

Não compartilhe dados

Por fim, não forneça senhas e outros dados de acesso em outros sites ou aplicativos. Além de se atentar aos canais oficiais, saiba que a Caixa jamais pede senha e assinatura eletrônica numa mesma página, sendo a assinatura digitada somente por meio da imagem do teclado virtual.

 

- PUBLICIDADE -

Leia também:

O que sabemos sobre o saque emergencial do FGTS de 2021?

Cálculo do FGTS: como saber quanto dinheiro tenho nas contas do fundo?

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes