Começar a empreender: dicas essenciais antes de montar um negócio

Conhecer o mercado e saber os diferenciais de seu produto ou serviço é fundamental antes de dar o primeiro passo.

Outro ponto importante é se preparar financeiramente, já que pode ser necessário tempo até o negócio começar a dar lucro.

Se você quer começar a empreender em 2021, pode estar se perguntando se abrir um negócio é realmente para qualquer um e o que deve considerar. Conversamos com alguns empreendedores para ajudá-lo nesta empreitada!

Primeiramente,  Maurício Carrer, CEO e fundador da InstaCasa, explica que empreender é uma possibilidade para quem tem vontade. Ele afirma que é preciso buscar conteúdo a respeito da administração do negócio, conseguir capital e se preparar para desafios. Também cita a importância da escolha dos sócios , que devem estar alinhados quanto a objetivos. 

Do mesmo modo, Carol Manciola, CEO da Posiciona Educação & Desenvolvimento, acredita que quem quer começar a empreender precisa ter disposição. “Muita gente acha que basta ter uma boa ideia, levantar uma grana e arregaçar as mangas. No entanto, é preciso planejamento e disposição para enfrentar tudo que não será considerado no plano e todos os imprevistos”, explica.

 

Antes de começar a empreender, conheça bem o mercado

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Quem quer começar a empreender também precisa conhecer bem seu mercado de atuação. Nesse sentido, o produto ou serviço  deve resolver um problema real. Para isso, vale buscar um sócio ou executivo que tenha experiência.

Nelson Andreatta, CEO da Eats for You, ressalta que dinheiro não é tão fundamental quanto a validação. “Conhecer o mercado é básico. Ou seja, qual seu produto ou serviço, quem são seus consumidores, quais são seus concorrentes. Responda estas perguntas com o maior nível de detalhes possível.”

começar a empreender
Imagem: Reprodução / Unsplash

Preparação financeira pessoal é importante

 

Outro ponto essencial antes de começar a empreender é se preparar financeiramente até o negócio se desenvolver. Desse modo, ter resiliência e capacidade de adaptação é fundamental.

Finalmente, para quem busca conhecimento, Carol Manciola  sugere cursos sobre empreendedorismo, negócios e mercado de atuação. Por exemplo, o Empretec do Sebrae e o Pulse, da B2Mamy. “Eu recomendo fortemente que esse novo empreendedor se conecte a comunidades de empreendedores, pois essa troca faz toda diferença.”

Por fim, confira algumas recomendações de cursos e comunidades:

  • Empretec (Sebrae)
  • Start
  • Pulse (B2Mamy)
  • Startse
  • Confraria do empreendedor
  • Rede Mulher Empreendedora, Distrito
Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes