Dark Kitchen: o que é, como funciona, como abrir a sua

Conheça essa conceito e descubra porque essa é uma ótima opção para começar a empreender.

Já pensou em se especializar no nicho de mercado de food service e abrir um restaurante fantasma? Se você ainda não ouviu falar disso, conheça aqui o que é dark kitchen, uma das principais tendências atuais e que tem dado o que falar.

Durante a pandemia, muitos restaurantes precisaram se adaptar e oferecer o serviço de delivery aos seus clientes. Porém, embora pareça ser novidade, esse é um modelo de negócios que já existe há algum tempo, mas só agora se popularizou. Então,  se você quer abrir um negócio e tem aptidão para a área de culinária, descubra agora o que é e como montar a sua dark kitchen.

 

O que é uma dark kitchen?

Dark Kitchen: o que é, como funciona, como abrir a sua
Reprodução / Pexels

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A dark kitchen é um estabelecimento que trabalha com a elaboração de comida para viagem. Ela não possui uma loja ou um endereço onde os clientes possam comprar os alimentos pessoalmente. Além disso,  geralmente a entrega acontece de forma terceirizada, através de aplicativos.

Essa ideia surgiu inicialmente nos Estados Unidos, por restaurantes que trabalhavam em containers sem janelas. O público era específico, não tinham grandes exigências, além de não se preocuparem com o modo de preparo da comida.

Hoje várias empresas podem dividir a mesma dark kitchen e reduzir os custos com local, até porque o principal objetivo aqui é o delivery.

Essa tendência ganhou corpo com a chegada da pandemia e uma maior expressividade com aumento dos gastos via delivery. Segundo pesquisa realizada pelo aplicativo Mobills, os gastos com delivery aumentaram cerca de 94% desde o início do isolamento social e dobraram entre os meses de janeiro e maio.

No mesmo ritmo, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) identificou um aumento no uso de aplicativos de alimentação durante a pandemia. Isso revela uma mudança nos hábitos alimentares e de consumo das pessoas.

Sem dúvidas, os benefícios desse modelo de negócios são enormes e tendem a crescer mais ainda.

 

Vantagens dessa nova tendência

Dark Kitchen: o que é, como funciona, como abrir a sua
Reprodução / Pexels

 

As cozinhas fantasmas oferecem vantagens reais, seja lá uma lanchonete, doceria ou restaurante de comida caseira. Por isso, conheça os principais benefícios.

1. Custo reduzido

A primeira vantagem da dark kitchen é o custo reduzido. Aqui não há gastos com aluguel, contas de luz e água e pagamento de salários de garçons. Além disso, outros custos operacionais relacionados ao espaço também são eliminados.

2. Preocupação com a localização

Como as cozinhas são fantasmas, não é necessário se preocupar em ter um estabelecimento físico. Ou seja, seu empreendimento pode ficar em espaços reduzidos sem que isso interfira no seu lucro e entrega.

3. Compartilhamento de um mesmo espaço

Outra vantagem é que várias especialidades podem dividir um mesmo ambiente e compartilhar as contas em comum. Isso torna a entrega mais eficaz e econômica. Ademais, é possível utilizar esse conceito como forma de atrair mais clientes.

4. Dark kitchen delivery

Uma dark kitchen é muito mais vantajosa do que um restaurante físico. Já vimos que o baixo custo de produção e de investimento reduzem as preocupações.

Elas podem atuar com intermédio de um aplicativo de entrega, como Ifood, Rappi, entre outros. Além disso, o cliente poderá ter em mãos o menu e fazer comentários sobre o serviço e também sobre a comida.

Então, a empresa poderá investir em melhorar o atendimento, torná-lo mais ágil e dar uma maior qualidade aos pratos. Gostou das dicas? Então saiba agora como abrir a sua cozinha fantasma.

 

Como abrir a sua Dark Kitchen?

Dark Kitchen: o que é, como funciona, como abrir a sua
Reprodução / Pexels

Listamos um passo a passo de como abrir uma dark kitchen, sem muitas burocracias. Confira as ideias e coloque seu negócio em prática agora mesmo.

Encontre um local

Inicialmente, tenha uma cozinha disponível para preparar os seus pratos. Não se preocupe com balcão, funcionários e fluxo de pessoas. Caso tenha algum dinheiro disponível, que tal contratar um especialista para fazer uma reforma e deixar o espaço da forma do jeito que você deseja?

Pense na sua marca

Dê um nome ao seu estabelecimento e uma identidade visual. A marca deve ficar na mente das pessoas e permitir uma identificação com o público. O ideal é que você contrate um profissional para cuidar das cores e tipografia do seu negócio.

Aliás, esse mesmo designer poderá fazer toda a parte de comunicação, como panfletos, banners, cards para redes sociais e o cardápio digital.

Utilize os aplicativos de entrega

Em seguida, insira a sua dark kitchen nos aplicativos de entrega para que ela seja encontrada facilmente pelo público. Aliás, estimule também o feedback para que outras pessoas saibam que o seu serviço é bom.

Cuide do marketing digital da sua dark kitchen

Enfim, crie um perfil nas redes sociais. Além de ser de baixo custo, essa é uma das melhores formas de divulgação de produtos e serviços na internet. E o melhor, você poderá fazer isso por conta própria e ir aos poucos se profissionalizando.

Certamente, essa tendência tem tudo para atrair mais restaurantes e modificar o comportamento de consumo do cliente.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes