Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu negócio

Descubra as histórias de mulheres que colocaram a mão na massa e hoje são referências importantes no empreendedorismo feminino brasileiro.

Descubra as histórias de mulheres que colocaram a mão na massa e hoje são referências importantes no empreendedorismo feminino brasileiro.

Conhecer trajetórias inspiradoras de empreendedoras brasileiras certamente pode mudar a realidade de pessoas que precisam apenas de coragem para começar. Elas demonstram força e garra em tudo o que fazem e são consideradas referências para muitas outras. Então, se você deseja dar o primeiro passo, listamos alguns nomes para conhecer agora mesmo.

Todas essas histórias de empreendedoras brasileiras têm em comum o fato de terem sofrido algum tipo de preconceito por serem mulheres. Algumas vieram de famílias humildes e se esforçaram bastante para alcançar os seus objetivos. Outras precisaram apenas de um empurrãozinho para verem seus projetos saírem do papel.

Enfim, são carreiras com pontos de partida diferentes, mas que tiveram o mesmo destino: o sucesso e a independência financeira. Conheça esses nomes incríveis.

 

5 Empreendedoras brasileiras para você se inspirar

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

1. Gabryella Correa, fundadora da Lady Driver

Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu próprio negócio
(Foto: Reprodução / Revista Empresários)

Sem dúvidas, Gabryella Correa é a fundadora de um negócio revolucionário para muitas mulheres que utilizam aplicativos de transporte. A necessidade de criar um sistema voltado para elas surgiu após a empresária ter sido assediada por um motorista de aplicativo. Como acontece com tantas outras, ela ficou receosa de denunciar, pois o indivíduo sabia o seu endereço.

Mas em 2016 ela criou o Lady Driver, que recebe investimentos sobretudo do sexo feminino. Aliás, essa ferramenta é um dos grandes avanços atualmente e traz segurança para quem utiliza o aplicativo. E isso faz de Gabryella uma das empreendedoras brasileiras mais preocupadas com o bem estar das mulheres.

2. Erika Linhares, fundadora da B-Have

Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu próprio negócio
(Foto: Reprodução / Folha de São Paulo)

A história de Érika se assemelha muito às de outras empreendedoras brasileiras que começaram do zero. Antes de se tornar uma consultora de desenvolvimento pessoal de sucesso, ela ganhava a vida como sacoleira.

Mas no final da adolescência, a empresária decidiu entrar na faculdade e se tornou atendente de loja. Aos poucos, ela foi se destacando até chegar ao cargo de diretora da TIM.

Em seguida, Érika percebeu uma habilidade especial em ajudar os outros a se tornarem profissionais melhores. Então, ela começou a atuar como consultora de comportamento, a partir das suas experiências de vida.

Ou seja, além de executiva, ela ajuda empresas e colaboradores a serem as melhores versões de si mesmos. Para Érika, todos podem ter atitudes inovadoras, se desenvolverem e produzirem mais.

3. Sabrina Nunes, fundadora da Francisca Jóias

Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu próprio negócio
(Foto: Marcelo Correa / Exame)

A mineira Sabrina Nunes é a criadora da empresa Francisca Jóias. Ela já tinha um espírito ativo desde nova, quando vendia picolé em Itinga, sua cidade natal. Em seguida, ela aceitou o trabalho no canavial em Maracaju, para ajudar na renda da família.

Após um período, Sabrina começou a trabalhar como secretária num posto de gasolina, o que possibilitou a ela custear os seus estudos em serviço social. Após se formar, ela foi estudar engenharia no Rio de Janeiro e em 2012 iniciou o seu trabalho como vendedora de jóias.

Então, com apenas R$ 50 reais, ela comprou matéria prima e começou a vender através da internet. Em pouco tempo, a empresa Francisca Jóias começou a ganhar vida e hoje é uma das empresas de semi-jóias que mais se destacam no país. Sabrina é considerada uma das mais influentes empreendedoras brasileiras.

4. Ângela Leal, cofundadora da Tapetah

Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu próprio negócio
(Foto: Reprodução / Tapetah)

Mais um nome importante dessa lista de empreendedoras brasileiras é o da baiana Ângela Leal. Ela trabalha desde criança para ajudar a família e aos 22 anos iniciou a sua carreira como empreendedora.

Em 1997, Ângela começou a trabalhar no segmento de tapetes de sisal e, em pouco tempo, se mudou para São Paulo. Mas ela não imaginava que sua empresa se destacaria tanto nessa área.

As suas criações acompanham também a sua personalidade. Ângela é considerada uma mulher alegre, forte e positiva, além de ser aberta às mudanças. Por isso, ela é uma das empreendedoras brasileiras mais visionárias, criativas e atenta às tendências.

A empresária se fortaleceu bastante ao longo dos anos, sobretudo quando começou a trabalhar com os irmãos. Enfim, hoje a Tapetah possui 21 anos de história e é referência no setor de decorações de alto padrão. Aliás, vale mencionar que a marca está num processo de internacionalização, o que é ótimo para a imagem da empresa e do Brasil.

4. Melissa Gava e Camilla Feliciano Lopes, fundadoras da MOL

Empreendedoras brasileiras que vão te inspirar a abrir o seu próprio negócio
(Foto: Reprodução / PEGN)

Melissa Gava e Camila Feliciano são empreendedoras brasileiras e fundadoras da MOL- Mediação Online. Essa é a primeira plataforma desenvolvida para resolver, gerir e prevenir conflitos dentro das empresas.

A startup utiliza métodos alternativos de soluções de problemas de forma totalmente online. Aliás, as duas resolveram criar a empresa após identificar a ausência de um negócio desse tipo no Brasil. Vale salientar que a empresa conta com a atuação em mais de 35 mil casos.

Sem dúvidas, existem muitos desafios a serem transpostos pelas empreendedoras brasileiras, sobretudo quando se trata de igualdade de salários. Porém, estamos no caminho para a tão sonhada liberdade feminina.

Informar Erro
Siga-nos no 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes