Seleção do Brasileirão 2020: veja os melhores do ano

Entidade entregou as premiações aos melhores do campeonato, no entanto muitos torcedores criticaram a equipe; veja a escalação.

A CBF elegeu logo depois do término do Campeonato Brasileiro, a seleção do Brasileirão 2020. Em cerimônia realizada na sede da entidade, nesta sexta-feira (26), foram entregues as premiações da competição, então vencida pelo Flamengo. Campeão, o Rubro-negro só engatou dois jogadores na equipe, fato que havia ocorrido somente uma vez, desde que a premiação surgiu. Ademais, confira a seleção do campeonato e o por que das escolhas.

Qual é a seleção do Brasileirão 2020?

Weverton: o goleiro palmeirense é hoje um dos principais nomes da posição no futebol nacional. Constantemente convocado para a seleção brasileira, o arqueiro então venceu nesta temporada o Paulistão e a Libertadores. Além dos títulos, Weverton faz parte de uma das defesas menos vazadas do Brasileirão. Isso porque o Palmeiras sofreu 37 gols, atrás apenas do Internacional e Athletico-PR.

Fagner e Arana: ambos os laterais possuem um fato em comum: fizeram a base no Corinthians. O lateral-direito atualmente atua pelo Timão, mas embora o clube não tenha feito um grande campeonato, Fagner conseguiu se destacar. Presente na Copa do Mundo de 2018, o lateral é então o principal nome da posição no cenário nacional.

Já Arana, após passagem na Europa, retornou ao Brasil, mas para jogar no Atlético-MG. O Galo terminou o Brasileirão em terceiro, mas com Arana sendo um dos protagonistas da equipe no aspecto ofensivo, com quatro gols e seis assistências.

Cuesta e Gustavo Gomez: os dois zagueiros eleitos os melhores da seleção do Brasileirão 2020, são gringos. Um dos capitães do Palmeiras, Gomez é sempre nome certo na seleção paraguaia. Considerado um dos líderes do atual elenco, o zagueiro junto a todo sistema defensivo do Verdão, ajudou a equipe a ser então a terceira menos vazada do campeonato.

O zagueiro Cuesta é argentino, e assim como Gomez, um dos líderes de sua equipe. Forte no cabeceio e com muita imposição física, o Colorado é o representante defensivo da defesa menos vazada da competição, com 35 gols.

Meio-campo

Edenílson e Gerson: os volantes da seleção do Brasileirão 2020 representam o campeão e o vice do campeonato. Gerson é o “cara” do Flamengo. Muito inteligente, o atleta comanda o meio-campo Rubro-negro e todas as bolas passam em seu pé. O jogador dita o ritmo da equipe flamenguista.

O volante Edenílson é a principal válvula de escape do meio do Inter. Muito participativo, além de aparecer diversas vezes na área para finalizar, o volante também é o então cobrador de pênaltis oficial do Colorado.

Vina e Claudinho: o meia do Ceará é o principal nome da equipe atualmente. Com uma temporada espetacular, Vina anotou 13 gols no campeonato, mas foi um dos líderes em assistência, com nove.

Claudinho é o “dono” deste Brasileirão. O meia do RB Bragantino conquistou os prêmios de artilheiro (empatado com Luciano), craque, revelação e um dos melhores meias do campeonato. Com 18 gols, o atleta do Massa Bruta ainda distribuiu seis assistências.

Meia do RB Bragantino, Claudinho é o destaque do Brasileirão 2020
Meia do RB Bragantino, Claudinho é o destaque do Brasileirão 2020 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Ataque

Marinho e Gabigol: no ataque, os dois jogadores escolhidos para figurar a seleção do Brasileirão 2020 são então “matadores” e canhotos. Marinho é o nome do Santos, mas além de fazer ótimo campeonato, ajudou o clube a chegar na final da Libertadores. No Brasileiro, o atleta fez 17 gols (vice artilheiro), mas ainda deu sete assistências.

Já Gabigol não fez a temporada goleadora como a passada. Mesmo assim, o atacante balançou as redes em 14 oportunidades e foi decisivo na reta final da competição, ajudando então o Flamengo a conquistar o título.

Leia também

Tabela do Brasileirão 2021: veja os jogos do Campeonato…

Classificação do Brasileirão: veja como ficou a tabela após…

Treinador

Abel Braga: o técnico do Internacional foi eleito o melhor do Brasileirão. Embora não tenha conquistado o título, o treinador Colorado pegou a equipe no meio do campeonato e conseguiu chegar à última rodada brigando pelo título. A disputa de Abel era com Rogério Ceni, campeão do campeonato, no entanto, muito se levou em consideração o elenco que o treinador do time gaúcho tinha em relação ao do ex-goleiro.

Abel Braga ao lado dos jogadores Cuesta e Edenílson; ambos representaram o Inter na premiação
Abel Braga ao lado dos jogadores Cuesta e Edenílson; ambos representaram o Inter na premiação (Foto: Twitter/@SCInternacional)

Quem escolhe a seleção do Brasileirão?

As escolhas da seleção do Brasileirão são feitas por votos de um colegiado composto por: capitães, jogadores e jornalistas especializados. Neste ano, os votos foram computados de 5 a 19 de fevereiro.

História da premiação

A seleção do Brasileirão é um prêmio dado pela CBF aos melhores do campeonato, em cada posição. No entanto, a premiação só começou a partir de 2005, ano em que o Corinthians venceu o Brasileiro.

Desde seu início, a formação do que seria o time ideal do campeonato é sempre composta majoritariamente pela equipe campeã. No entanto, nesta temporada, o Flamengo (campeão), só emplacou os jogadores Gerson e Gabigol. O fato é semelhante ao de 2011, quando o Corinthians venceu o campeonato e teve somente Ralf e Paulinho na seleção.

Veja os campeões na seleção do campeonato

  • 2005 – 5 do Corinthians
  • 2006 – 5 do São Paulo
  • 2007 – 6 do São Paulo
  • 2008 – 3 do São Paulo
  • 2009 – 3 do Flamengo
  • 2010 – 3 do Fluminense
  • 2011 – 2 do Corinthians
  • 2012 – 5 do Fluminense
  • 2013 – 5 do Cruzeiro
  • 2014 – 6 do Cruzeiro
  • 2015 – 6 do Corinthians
  • 2016 – 8 do Palmeiras
  • 2017 – 5 do Corinthians
  • 2018 – 4 do Palmeiras
  • 2019 – 9 do Flamengo

Repercussão da seleção do Brasileirão 2020

A principal ausência na seleção do campeonato foi o atacante são-paulino, Luciano. Artilheiro da competição, mas ao lado de Claudinho, ambos com 18 gols, o atleta foi o principal jogador do Tricolor. A equipe paulista brigou pelo título até as rodadas finais, entretanto acabou a competição em quarto lugar.

Nas redes sociais, os internautas criticaram a ausência do então 11 camisa, que participou do evento, mas apenas para pegar o prêmio de artilheiro do Campeonato Brasileiro. Para alguns torcedores, o atacante deveria entrar na seleção do Brasileirão, mas no lugar de Gabigol, que anotou 14 gols na competição.

+ Campeonato Paulista 2021: onde assistir, premiação e regulamento

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes