Prêmio Puskás tem jogador do Flamengo na disputa: veja os golaços indicados

Golaço de bicicleta do uruguaio De Arrascaeta concorre ao Prêmio Puskás, que elege o gol mais bonito da temporada

A Fifa divulgou nesta semana, dia 25/11, os indicados ao Prêmio Puskás, que desde 2009 elege o gol mais bonito da temporada. O vencedor, portanto, será conhecido no dia 17 de dezembro, durante a cerimônia virtual do prêmio The Best. Além disso, o evento também revelará o ganhador do troféu de melhor jogador do mundo.

Entre os concorrentes ao Prêmio Puskás 2020 está o uruguaio Giorgian De Arrascaeta, do Flamengo. Afinal, em agosto de 2019, ele marcou um golaço de bicicleta que fechou o placar da vitória por 3 a 0 sobre o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro. O lance, portanto, concorre ao troféu de gol mais bonito do ano ao lado de outros 10 indicados.

Além de Arrascaeta, também concorrem ao Prêmio Puskás outros sete homens e três mulheres. Aliás, nomes conhecidos do futebol europeu, como o Luís Suárez e o sul-coreano Son Heungmin, também estão entre os indicados.

A votação popular já está aberta no site da Fifa. Os internautas, portanto, serão os únicos responsáveis por escolher os três finalistas. Em seguida, uma nova votação definirá o vencedor, e o voto popular terá o peso dividido com a opinião de um painel de especialistas da Fifa.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Vencedores anteriores

Em 2019, o Prêmio Puskás ficou com o atacabte romeno Dániel Zsóri, por um gol marcado pelo Debreceni no Campeonato Húngaro. O primeiro vencedor do troféu, em 2009, foi Cristiano Ronaldo, quando o português ainda jogava no Manchetser United. O futebol brasileiro já faturou a honraria duas vezes, com Neymar e Wendell Lira. Veja a seguir, portanto, a lista dos vencedores nos anos anteriores.

  • 2009: Cristiano Ronaldo (POR) – Manchester United
  • 2010: Hamit Altintop (TUR) – Seleção da Turquia
  • 2011: Neymar (BRA) – Santos
  • 2012: Miroslav Stoch (SVK) – Fenerbahce
  • 2013: Zlatan Ibrahimovic (SUE) – Seleção da Suécia
  • 2014: James Rodríguez (COL) – Seleção da Colômbia
  • 2015: Wendell Lira (BRA) – Goianésia
  • 2016: Mohd Faiz Subri (MAL) – Penang FA
  • 2017: Olivier Giroud (FRA) – Arsenal
  • 2018: Mohamed Salah (EGI) – Liverpool
  • 2019: Dániel Zsóri (ROM) – Debreceni

Indicados ao Prêmio Puskás 2020

Giorgian De Arrascaeta

O uruguaio do Flamengo está entre os indicados graças a este gol de bicicleta marcado contra o Ceará pelo Brasileirão de 2019.

Luís Suárez

Hoje no Atlético de Madri, o atacante é outro representante do Uruguai no Prêmio Puskás. Mas este golaço de letra foi marcado em dezembro de 2019, quando ele ainda estava no Barcelona, em um jogo contra o Mallorca.

Son Heungmin

Em dezembro de 2019, o atacante do Tottenham dominou a bola no campo de defesa e fez fila nos jogadores do Burnley até encontrar as redes. O golaço, aliás, lembrou o lance clássico de Maradona contra a Inglaterra em 1986.

André-Pierre Gignac

O atacante francês do Tigres-MEX pegou de voleio na entrada da área e enão marcou um golaço contra o Pumas em março de 2020.

Shirley Cruz

A jogadora da seleção da Costa Rica completou uma cobrança de escanteio de primeira em um jogo contra o Panamá e, assim, entrou na lista de indicados ao Prêmio Puskás.

Jordan Flores

O meia inglês do Dundalk, da Irlanda, deu um “golpe de caratê” na bola depois que um companheiro cobrou um escanteio na medida. Mas a jogada foi tão rápida que o goleiro só teve tempo de ver a bola estufar as redes no ângulo.

Sophie Ingle

Em um clássico contra o Arsenal, a jogadora galesa do Chelsea aproveitou a bola quicando na entrada da área e então acertou um chutaço indefensável.

Zlatko Junuzović

Assim como nas jogadas anteriores, o austríaco do Red Bull Salzburg pegou um escanteio de primeira. Em seguida, marcou um golaço digno de Prêmio Puskás.

Hlompho Kekana

O sul-africano do Mamelodi Sundowns resolveu arriscar do meio da rua. E não é que a bola entrou? Mas não tão facilmente: primeiro bateu na trave, e depois estufou as redes. O goleiro achou que a bola fosse para fora e ficou parado, mas não contava com esse golaço.

Leonel Quiñónez

O equatoriano do Macará foi cobrar uma falta aparentemente sem perigo no campo de defesa, mas viu que o goleiro adversário estava adiantado. Ele então resolveu arriscar por cobertura. Não só deu certo, como ele foi parar no Prêmio Puskás.

Caroline Weir

A escocesa do Manchester City interceptou um lançamento, ajeitou na corrida e então mandou no ângulo antes de correr para o abraço.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes