Conheça 4 opções de cartão de crédito para quem está negativado

Está negativado e quer adquirir um cartão de crédito? Reunimos quatro alternativas da modalidade consignado.

Está negativado e quer adquirir um cartão de crédito? Reunimos quatro alternativas da modalidade consignado, em que parte da fatura é descontada da folha de pagamento do titular do cartão. Dessa forma, é necessário cuidado para não deixar de pagar novas dívidas e considerar se planejar financeiramente para quitar as pendências anteriores.

1. Cartão de crédito Caixa Simples

Em princípio, o cartão de crédito Caixa Simples se destina a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Trata-se de um cartão consignado, ou seja, o valor das faturas se desconta diretamente do salário ou beneficio do dono. A margem desses descontos não pode ultrapassar 5% da renda mensal.

Portanto, há menores riscos da pessoa deixar de pagar, o que faz com que as taxas de juros sejam mais atrativas. O próprio site da Caixa, sugere que essa opção pode ser utilizada para pagar outras dívidas com juros maiores. Veja mais características desse cartão:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

  • Não há anuidade;
  • É preciso pagar R$ 15 para emitir o cartão, o que pode se parcelar em até três vezes;
  • Não há consulta ao Serasa ou SPC;
  • A taxa de juros é de 2,70% ao mês para o uso do rotativo.

2. Bmg Card

Outra opção de cartão de crédito para negativados é o Bmg Card. Sendo assim, ao solicitá-lo não há consulta ao SPC ou Serasa. Também faz parte da modalidade dos consignados, sendo exclusivo para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos.

Para adquirir o cartão é necessário abrir uma conta no Banco BMG, o que pode ser feito pela internet. Bastando informar dados pessoais, além de enviar foto do rosto, do documento de identidade e de um comprovante de residência. Então, após a análise, o cliente recebe o cartão em casa.

3. Cartão consignado Banco Inter

Em seguida, o Banco Inter também oferece cartão de crédito para negativados, na modalidade de consignado. Não há cobrança de anuidade, o pagamento mínimo da fatura é descontado do salário e é possível sacar até 90% do limite.

A margem consignável é de 5 a 10% do limite do cartão, a depender do seu convênio. Desse modo, é ela que será descontada da folha de pagamento. Caso a fatura do cliente seja maior que esse mínimo, ele precisará pagar o valor restante.

Além disso, é preciso verificar quais são as empresas e convênios associados ao banco. Por exemplo, em relação a servidores públicos estaduais, só podem solicitar aqueles de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

4. Cartão Consignado Banco Pan

O Banco Pan oferece o cartão consignado para aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos federais, estaduais e municipais. Ao passo que, o limite pode chegar a até duas vezes o valor do salário e não há cobrança de anuidade.

Para solicitar, pode-se fazer uma simulação no site do banco. Se a proposta agradar, é possível aceitar e depois fornecer os dados pedidos. Então o cartão é entregue em residência.

Bônus: Cartões pré-pagos

Além dos cartões de crédito consignados, pessoas com o nome negativado podem considerar utilizar cartões pré-pagos. Diferente das alternativas apresentadas anteriormente, trabalhadores de empresa privada e autônomos, por exemplo, podem usar.

Nesse tipo de cartão, a pessoa é quem coloca uma quantia e vai utilizando até esse valor acabar. Pode-se recarregar quando quiser e não é possível optar por parcelamentos. Ele pode ser útil em compras online que exijam o cadastro de um cartão de crédito, bem como na assinatura de serviços de streaming.

Homem usando cartão de crédito em frente ao notebook
Fonte: Freepik

Como consultar se está com nome sujo?

Empresas de proteção ao crédito costumam enviar uma carta avisando a pessoa que seu nome entrará no cadastro dos negativados. Mas também é possível verificar isso pela internet, nos site das instituições Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e Serasa Experian. Nessas duas últimas a consulta é gratuita, bastando apenas realizar um cadastro informando itens como email, nome completo e data de nascimento; além do próprio CPF.

Ademais, também é possível visualizar o score de crédito, que se trata de uma pontuação atribuída ao consumidor de acordo com o seu comportamento em relação a pagamentos. As notas vão de 0 a 1000. Quanto mais alto, mais provável que a pessoa arque com seus compromissos em dia. A saber, os bancos avaliam esses números no momento de concessão de crédito.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes