Finanças para casais: confira dicas práticas para o dia a dia

Entender como cada um enxerga e age com relação ao dinheiro é fundamental em uma relação.

Estabelecer sonhos e objetivos comuns, entender as contas e definir prioridades e limites são ações essenciais quando se fala em finanças para casais.

0 92

Falar em finanças para casais é algo muito importante. Isso porque dinheiro costuma ser um tema “tabu” em muitos lares, ainda que seja essencial para o bom funcionamento de uma relação. 

Aliás, muitos casais têm vergonha de falar sobre dinheiro durante o namoro, e apenas quando começam a morar juntos é que, muitas vezes, grandes diferenças aparecem com relação ao modo de tratarem as finanças. Como tornar esta questão mais simples?

 

Fale sobre dinheiro desde o começo com naturalidade

 

Primeiramente, entenda que o planejamento das finanças para casais deve começar assim que a relação se torna mais séria. Ou seja, quando há intenção de se viver mais tempo juntos e dividir os sonhos e as dificuldades do dia a dia. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Isso vale, inclusive, para namoros. É importante falar sobre dinheiro com naturalidade e entender como cada um enxerga este tema.

É preciso considerar, por exemplo, se ambos têm visões semelhantes com relação à vida financeira, aquisições e planejamentos. Se um é muito gastador e o outro só quer poupar, pode ser que alguns problemas surjam. Por exemplo, pode haver muita dificuldade em tornar reais sonhos comuns que dependam de dinheiro para se concretizar.

 

Finanças para casais requerem planejamento e organização

 

Assim como é recomendável para qualquer pessoa, organizar finanças para casais requer planejamento. Quem ganha mais? Quem ganha menos? Com quanto cada um pode colaborar nas contas comuns? 

É normal que os primeiros meses sejam um pouco conturbados com relação à organização das finanças, por isso, especialmente para quem mora junto, vale fazer uma planilha com contas fixas e variáveis relacionadas à casa e despesas comuns, com as respectivas datas de pagamento.

Vocês podem dividir os gastos de acordo com as possibilidades de cada um. Se um ganha R$ 1 mil e o outro R$ 4 mil, não há problemas em dividir as contas de forma proporcional. Afinal, um casal deve pensar no bem-estar comum e cada um pode fazer a sua parte da forma que é possível. 

Finanças para casais: dicas essenciais
Imagem: Reprodução /Unsplash

Tenham uma conta comum para sonhos comuns 

 

Uma das questões frequentes quando se trata de finanças para casais tem a ver com a conta corrente. É importante que cada um mantenha parte de sua independência financeira, mas para sonhos comuns, vale ter uma conta conjunta comum. Nela, cada um pode se comprometer a guardar um pouco de dinheiro sempre que sobrar ou em uma data combinada. 

Caso já exista um prazo para a realização de um sonho, como uma viagem por exemplo, é importante colocar na planilha quanto deverá ser economizado para que consigam chegar no objetivo.

O casal deve entrar em acordo sobre eventuais sacrifícios que tenham que fazer temporariamente para alcançarem o sonho. Por exemplo, deixar de comer fora por alguns meses para realizar uma viagem no fim do ano. 

 

Prioridades e limites nas finanças para casais

 

Finalmente, é importante considerar prioridades e limites nas finanças para casais. Ou seja, o que é prioridade para cada um e o que é prioridade para a vida familiar? Não vale a pena deixar todos os sonhos individuais de lado porque isso pode acabar desgastando a relação. 

Por outro lado, quando se vive em casal, não é possível pensar apenas em sonhos individuais. É necessário sonhar em conjunto. Do que cada um pode abrir mão e do que não pode?

Neste cenário, estabelecer limites também é uma dica para ser colocada quando se fala em finanças para casais. Estabeleçam quanto cada um pode gastar com o que deseja e quanto o casal pode gastar com determinadas coisas, seja um passeio no fim de semana ou a aquisição de um móvel.

Estes limites devem considerar as contas mensais e o dinheiro que vocês precisam guardar para uma reserva de emergência ou a realização de um objetivo comum. Lembrem-se também de realizar um planejamento frequente, já que algumas coisas podem mudar e é importante que o casal vá se adaptando.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes