Bronzeamento natural: truques para ter uma pele dourada

A primavera está quase começando. Com ela, os dias passam a ficar cada vez mais quentes, nos preparando para a chegada do verão. Isso significa que, em breve, veremos por aí muitas peles douradas e marcas de biquíni. Mas, para não prejudicar a saúde, é importante tomar alguns cuidados na hora do bronzeamento natural.

 

Benefícios do bronzeamento natural

Imagem: Reprodução / Pinterest

 

O processo que leva ao bronzeamento natural proporciona uma série de vantagens, além de aumentar a autoestima. Por exemplo, é indispensável para a absorção da vitamina D, que ajuda o organismo a reter o cálcio nos ossos. Além disso, o sol auxilia na produção de serotonina, o hormônio do bem-estar, promove sensação de relaxamento e minimiza as dores musculares.

E o mais legal é que tudo isso pode ser aproveitado por qualquer pessoa, exceto quem está passando por algum tratamento para pele, principalmente se exige o uso de produtos oxidantes.

No entanto, é preciso fazer isso de maneira segura e saudável. Afinal, você não quer correr o risco de descascar, ter manchinhas ou bolhas de queimadura ou acelerar os efeitos do envelhecimento das células.

Mais que se preocupar com a beleza da pele, é preciso muita atenção ao se expor ao sol. Os raios UVA e UVB podem causar não apenas desconfortos e insolação, mas também problemas bem mais graves como o desenvolvimento de um câncer de pele.

Confira então as nossas dicas e aproveite bem o poder do sol.

 

- PUBLICIDADE -

Horário certo para o bronzeado natural

 

Em primeiro lugar, vale dizer que o processo de bronzeamento natural não é feito em apenas um dia. Na verdade, os efeitos só começam a aparecer entre 48 e 72 horas depois de tomar sol pela primeira vez. Isso porque a melanina (que dá cor à pele) precisa de um tempo para ser produzida e liberada pelas células.

Os melhores horários para isso são até as 10h e logo após as 16h. E nem adianta achar que passar o dia inteiro embaixo do sol vai acelerar os resultados. O bronzeado natural não depende do número de horas de exposição aos raios solares, mas da capacidade que o organismo tem de produzir melanina. E isso varia de acordo com cada um.

 

Bronzeamento natural de dentro para fora

 

Quer exibir uma pele bem linda, dourada e saudável por aí? Então aposte em uma alimentação equilibrada.

Há muitos alimentos que ajudam a aumentar a produção de melanina. Então, encha a geladeira de cenoura, beterraba e mamão, ricos em betacaroteno.

Entretanto, não adianta consumir esses produtos apenas no dia em que vai se bronzear. Comece a fazer uso deles ao menos um mês antes de iniciar o bronzeamento natural.

 

Não se esqueça do protetor solar

Imagem: Reprodução / Pinterest

 

Sim, o seu objetivo é se bronzear. Por isso, passar protetor solar parece contraditório, certo? Errado. O filtro solar não impede o bronzeamento, mas protege a pele dos efeitos nocivos do sol.

O ideal é usar um produto com fator de proteção mais elevado, como o FPS 50. Aplique no corpo e no rosto de 20 a 30 minutos antes da exposição ao sol. Repita a cada 3 ou 4 horas.

- PUBLICIDADE -

Você pode utilizar ainda um bronzeador para acelerar o bronzeamento natural. No entanto, procure um dermatologista para saber qual é o produto mais indicado para o seu tipo de pele.

Por fim, saiba que o filtro solar pode até atrasar um pouquinho o bronzeado, por outro lado, faz com que ele dure mais tempo.

 

Hidrate seu corpo

 

Depois de passar algum tempo exposta ao sol, sua pele vai clamar por hidratação. Isso ajuda não só a recuperar a derme, como também aumenta a duração do bronzeado.

Invista em hidratantes de pós-sol, pois eles contêm fórmulas específicas para acalmar a pele, como a babosa. Banhos frios e mornos são os mais recomendados também para manter a cor do bronze por mais tempo.

 

Cuidado com a técnica do bronzeamento natural

 

Existe um método de bronzeamento natural que promete resultados mais rápidos. Para isso é preciso ficar sob o sol durante o período de maior incidência dos raios UVA e UVB. Também é indicado o uso de fitas adesivas para evidenciar a marca de biquíni.

Contudo, essa prática é desencorajada pelos médicos. Primeiro, por conta das consequências prejudiciais dos raios solares nesses horários. Além disso, o material dessas fitas pode provocar problemas à saúde da pele, como dermatite e alergia. O melhor é seguir as dicas e conquistar um bronzeado de forma segura e saudável.

- PUBLICIDADE -

Comentários (0)
Comentar