Comitiva presidencial nos EUA: saiba quem integrou e pegou covid

Na última semana, pessoas ligadassestiveram na comitiva presidencial, e alguns testaram positivo para o coronavírus

A comitiva presidencial que acompanhou o líder brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), foi composta por pelo menos 13 pessoas importantes do governo. Além disso, três deles contraíram coronavírus durante a viagem aos Estados Unidos.

A visita se deu porque o presidente fez discurso na 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Dessa forma, a missão aconteceu nesta semana, em Nova York. Você sabe quem integrou? Confira a lista:

Quem da comitiva presidencial pegou covid?

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve na comitiva presidencial. Além disso, ele testou positivo para a covid-19. Queiroga foi flagrado por celulares, fazendo gestos obscenos à manifestantes contrários a Bolsonaro.

A primeira pessoa da comitiva que pegou coronavírus foi um diplomata, não identificado. Segundo o governo, foi ele quem preparou a viagem brasileira à ONU. Além disso, decidiram preservar sua identidade.

Por fim, até o momento, o deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro (PSL), também foi infectado. O filho de Bolsonaro postou em suas redes sociais a notícia e gerou muita repercussão.

Quem integrou a comitiva presidencial nos EUA?

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, integrou a comitiva. Assim, foi uma das 17 pessoas que estiveram presentes na comitiva presidencial.

Além disso, o ministro do Turismo, Gilson Machado, também marcou presença. Ademais, foi ele que publicou vídeo comendo pizza junto a Bolsonaro e outros integrantes.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, também foi. Inclusive, ele foi visto no mesmo registro. Veja quem mais foi:

  • Carlos França, ministro das Relações Exteriores.
  • Anderson Torres, ministro da Justiça e Segurança Pública.
  • Joaquim Leite, ministro do Meio Ambiente.
  • Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência.
  • Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional.
  • Flávio Rocha, secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência.
  • Nestor Forster, embaixador do Brasil nos EUA.
  • Ronaldo Costa Filho, representante permanente do Brasil junto às ONU.

O que a comitiva presidencial foi fazer nos EUA?

Entretanto, somente os titulares do Turismo e do Meio Ambiente registraram compromissos. Assim, os dois tinham agendas ligadas a temas relacionadas às suas pastas.

No entanto, todos os outros demais disseram que não havia “compromissos oficiais” em suas agendas. Contudo, alguns replicaram a agenda do presidente. Além disso, o deputado Eduardo Bolsonaro, não divulgou seus compromissos.

Segundo levantamento do jornal O Globo, essa foi a segunda maior comitiva presidencial dos últimos 20 anos. Assim, ela só foi superada pela visita que o próprio Bolsonaro em 2019. Anteriormente, ele também havia feito discurso na ONU.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, também iria na comitiva. Entretanto, ele decidiu de última hora faltar a esse compromisso. Entenda:

 

Outros servidores que estiveram na comitiva presidencial

Outros nomes aparecem também em Diário Oficial da União. Assim, marcou presença a assessora especial do Ministério da Saúde, Cristina Vieira Machado Alexandre. Além disso, o assessor da Secretaria de Assuntos Econômicos Internacionais, Carlos Henrique Angrisani Santana, também esteve.

  • Também, foi o convidado especial Rodrigo de Bittencourt Mudrovitsch.
  • Além disso, os intérpretes Paulo Angelo Liégio Matao, Claudia Chauvet e Rachel Alves Bezerra.
  • O secretário de Operações Integradas; Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo.
  • O assessor do Gabinete do Ministro; Igor Mendes Ferreira Paz.
  • O chefe de Gabinete do Ministro; Antonio Ramirez Lorenzo.
  • A chefe da Assessoria Especial Internacional; Georgia Renata Sanchez Diogo.
  • O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas; coronel Emerson Dêni da Silva.
  • O secretário de Telecomunicações Interino do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra de Oliveira.
  •  O assessor do Ministro do Ministério das Comunicações, Cléverson da Silva Oliveira.
  • A secretária-Executiva do Ministério das Comunicações, Maria Estella Dantas Antonichelli

 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes