Eleições 2020: conheça as profissões dos candidatos das capitais

Levantamento feito pelo DCI mostra que a maioria dos candidatos a prefeito registrou a profissão de “deputado”

Eleições 2020- Os candidatos ao pleito devem registrar suas profissões no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Muitos aproveitam e usam a profissão junto ao nome. O acréscimo mais comum, neste ano, é o de “professor” ou “professora”. Isso pode fazer com que eles ganhem mais visibilidade e pareçam mais coerentes  com as pautas propostas.

O Jornal DCI fez um levantamento das profissões, registradas no TSE, dos candidatos a prefeito das 26 capitais do país (sem o Distrito Federal). A maioria está como “deputado”: 21,7% dos 322 candidatos.

Eleições 2020: As principais profissões 

  • Deputado: 70 (21,7%) 
  • Advogado: 39 (12,1%) 
  • Professor: 33 ( 10,2%) 
  • Servidor público: 28 ( 8,6%) 
  • Empresário: 19 (5,9%) 
  • Administrador: 16 ( 4,9%) 
  • Jornalista: 14 (4,3%) 
  • Prefeito: 11 ( 3,4%) 
  • Engenheiro: 9 (2,7%)
  • Médico: 9 (2,7%) 

 Profissões menos comuns 

55 candidatos (17%) registraram as seguintes profissões:

  •  Membro das forças armadas: 1 
  • Artista plástico: 1
  • Sociológo: 1
  • Vereador: 3
  • Carpinteiro: 1
  • Pecuarista: 1
  • Industrial: 1
  • Economista: 4
  • Senador: 2
  • Aposentado: 5
  • Fonoaudiólogo:1 
  • Policial: 4 
  • Fisioterapeuta: 1 
  • Estudante: 4
  • Comerciante: 5
  • Assistente social: 2
  • Militar: 1
  • Pedagogo: 2
  • Veterinário:1 
  • Técnico de eletricidade: 1
  • Psicológo: 4
  • Farmacêutico: 1 
  • Zootecnista: 1
  • Dentista: 1 
  • Desenhista: 1
  • Locutor: 4
  • Cientista político: 1

Eleições 2020:  Outros 

É importante ressaltar que 19 (5,9%)  candidatos analisados declararam “outros” sem especificar a profissão.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.