Eleições 2020: veja as propostas dos candidatos de SP para a Educação

Levantamento do DCI tirou as principais propostas dos planos de governo dos 13 candidatos a prefeito

Eleições 2020-  O Jornal DCI fez um levantamento dos planos de governos dos 13 candidatos à Prefeitura de São Paulo, registrados no TSE, e separou as principais propostas deles para a Educação.

Bruno Covas (PSDB) 

  • A partir do ano que vem, as mães que cumprirem o pré-natal no “Programa Mãe Paulistana” terão as vagas dos  filhos garantidas nas creches da prefeitura
  • Zerar a fila de espera existente
  • 12 novos CEUs serão construídos em todas regiões da cidade
  • Adquirir 465 mil tablets com internet para os alunos do ensino fundamental

Eleições 2020: Guilherme Boulos (PSOL)

  • Zerar o analfabetismo funcional em São Paulo
  •  Desenvolver programas de formação continuada para os profissionais da educação visando ativa participação no combate ao preconceito e à discriminação
  • Propor política de educação bilíngue para surdos, com a participação deles e de suas famílias, fortalecendo as EMEBS e o ensino de libras na rede municipal

Márcio França (PSB) 

  • Creche para Todos: cobertura integral incluindo todas as regiões que possuírem demanda reprimida
  • Qualificação de profissionais de creches públicas e conveniadas
  • Adaptação física dos equipamentos para atendimento de crianças com Necessidades Especiais

Eleições 2020: Arthur do Val- Mamãe Falei (Patriota)

  • Implantar o modelo de Escola 360: as escolas ficam abertas durante os  360 dias do ano para que a comunidade tenha acesso às quadras poliesportivas e reforço escolar aos finais de semana
  • Oferecer cursos profissionalizantes nas escolas em parceria com a iniciativa privada
  • Oferecer refeições saudáveis para as crianças, inclusive aos finais de semana

Andrea Matarazzo (PSD)

  • Combater a evasão escolar:  a Prefeitura entrará em contato com as famílias para garantir que nenhuma criança fique fora da escola. Uma equipe multidisciplinar formada por funcionários da Secretaria de Educação, Saúde, Assistência Social e Segurança avaliará cada caso, verificando as medidas cabíveis para que o aluno volte à escola
  • Criar o Programa Transporte Escolar Acessível para inclusão dos alunos com deficiência. Investir na formação dos monitores e motoristas para a recepção desses alunas
  • Oferecer aos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental um elenco de atividades complementares como xadrez, sudoku ou clubes de: leitura, debates, música, teatro e cinema, entre outros a serem observados e desenvolvidos
  • Ampliação das matrículas de creche nas regiões mais vulneráveis da cidade, para cumprimento do Plano Municipal de Educação (prevê 75%, mas SP está em 63%)

Eleições 2020: Jilmar Tatto (PT) 

  • Estabelecer uma Política de Prevenção da Violência Escolar e um Programa de Mediação de Conflitos na escola
  • Promover a abertura da escola para a comunidade, com o desenvolvimento de atividades culturais, esportivas e outras atividades nos finais de semana, feriados e 49 férias escolares, em consonância com o Recreio nas Férias e legislações pertinentes, integrando bebês e crianças pequenas, bem como suas famílias, nessas atividades
  • Implantar o Programa de Auxílio Estudantil, retomando o fornecimento de uniforme, material escolar, Transporte Escolar Gratuito e Bilhete Único Estudante
  • Investir na formação de educadores indígenas, inclusive retomando convênios com a universidade pública
  • Produzir materiais pedagógicos bilíngues
  • Criar o Programa Estúdio Escola – centros de mídias, com o propósito de tornar exequíveis diferentes programas de comunicação, como Escola TV, Imprensa Jovem e Projeto Rádio, em cada unidade educacional

Levy Fidelix (PRTB)

  • Retorno da merenda escolar feita na escola: serão dispensadas as empresas terceirizadas da merenda escolar, que cometem evasão e fraudes, além da questão de controle de qualidade nutricional dos alunos
  • Orientadores escolares de volta: a prefeitura recontratará novos orientadores com formação em pedagogia que auxiliarão os professores na relação de entendimento entre pais e escolas
  • Implantar em cada unidade escolar um consultório com destista para o atendimento de todos os alunos
  • Reintroduzir o hino nacional para ser cantado pelos alunos
  • Amplificar a introdução por regiões de escolas cívico-militares dentro dos padrões comportamentais exigidos por fardamento

Eleições 2020: Antonio Carlos Silva (PCO)

  • Implantar um plano de luta para toda a juventude, organizar atos em todos as capitais contra a volta às aulas
  • Organizar uma greve nacional da Educação contra o EAD e o volta às aulas
  • Formar comitês de luta estudantil em todos os lugares

Joice Hasselmann(PSL)

  • Valorização e capacitação dos profissionais da educação em todos os níveis
  •  Melhorar a qualidade do ensino com a adoção de visões inovadoras do processo pedagógico compatível com o mundo digital
  • Criar junto com a iniciativa privada espaços alternativos para a aceleração escolar centrado no estímulo à criatividade com uso intensivo de tecnologia
  • Estimular a difusão do conhecimento das ciências exatas entre os estudantes
  • Atender à carência de creches e centros de educação infantil utilizando convênios, vouchers, contratação ou incentivos à filantropia e investimentos

Eleições 2020: Marina Helou (Rede)

  • Criar novas unidades de CEI, CEMEI e EMEI para atender, até 2026, a demanda de crianças que estão à espera de uma vaga
  • Criação da Bolsa-Neném, que consiste em uma renda mínima mensal para mulheres com filhos de até 4 meses, que não possuem direito à licença maternidade remunerada pelo INSS, priorizando as mães solo
  • Transformar 20% das CEIs em CEMEIs
  • Fazer a transição para o atendimento em tempo integral em todas as EMEIs (hoje elas funcionam apenas meio período), oferecendo também a opção de meio período para as famílias que assim desejarem
  • Garantir educação inclusiva nas CEIs e EMEIs, com professoras e professores preparados para receber crianças que necessitam de Educação Especial Inclusiva, atendendo a LBI (Lei Brasileira de Inclusão)
  • Atingir a meta de oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas municipais de Ensino Fundamental I e II
  • Implementar programas de desenvolvimento de habilidades socioemocionais para todas(os) as(os) alunas(os) da rede e preparar as(os) professoras(es) para implementar a BNCC

Orlando Silva (PCdoB)

  • Enviar para a Câmara Municipal projeto para a revogação do SAMPAPREV
  • Construir um plano de reforço escolar que proporcione a recuperação do conteúdo perdido em virtude da nova dinâmica imposta pela pandemia de Covid-19
  • Transformar as 8 escolas de ensino médio da PMSP em unidades de ensino técnico profissionalizante, com funcionamento em tempo integral
  • Estabelecer currículo e proposta pedagógica curricular por série/ano com expectativa das aprendizagens de excelência acadêmica, desenvolvidos em parceria com universidades do Brasil e do exterior

Eleições 2020: Vera Lúcia (PSTU)

  • Recontratação dos trabalhadores da educação demitidos de forma direta, pelo município
  • Defesa da educação pública de qualidade, com mais investimento e valorização dos trabalhadores da educação
  • 30% do orçamento para a manutenção e desenvolvimento da educação e 6% para a educação inclusiva
  • Revogação do Sampaprev
  • Construção de Centros de Educação Infantil (creches) públicos para atender toda a demanda
  • Incorporação dos CEIs conveniados pela prefeitura
  • Educação sexual nas escolas para que as crianças e jovens possam se proteger
  • Por uma política de combate ao racismo, machismo, lgbtfobia e xenofobia nas escolas
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.