Data da eleição 2022: quando os brasileiros vão às urnas neste ano?

Eleição para presidente, governadores, senadores e deputados será em outubro

O calendário oficial do pleito deste ano foi aprovado e divulgado em dezembro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, portanto, a data de realização da eleição 2022 e os prazos referentes a ela já estão definidos. Conforme prevê a Constituição Federal, o primeiro turno será realizado no primeiro domingo do mês de outubro e o segundo, se houver, no último domingo do mesmo mês.

Qual a data da eleição 2022?

O TSE aprovou o calendário referente à data da eleição de 2022 e também aos prazos relativos ao pleito do ano. No dia 2 de outubro, portanto, milhões de brasileiros vão às urnas para escolherem presidente, governadores, senadores e deputados.

A eleição para presidente e governadores pode ter segundo turno e, caso isso ocorra, a data da votação será no dia 30 de outubro de 2022. O presidente e os governadores eleitos tomarão posse no dia 1º de janeiro de 2023.

Horário da eleição em 2022

Nas eleições anteriores, cada local seguia seus próprios horários de acordo com o fuso. Este ano, no entanto, a eleição será feita entre as 8h e as 17h do horário de Brasília. Dessa forma, a apuração deve começar ao mesmo tempo em todo o país. Em Manaus, por exemplo, os eleitores poderão votar entre as 7h e as 16h. Já em Fernando de Noronha, a eleição será realizada entre das 9h às 18h.

Datas do calendário eleitoral 2022

data da eleição 2022
Calendário vai até julho de 2023. Foto: Reprodução/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os prazos referentes à eleição 2022 vão até o dia 30 de julho de 2023, data final para que o Ministério Público aponte possíveis indícios de irregularidades em doações feitas para a campanha eleitoral. Além disso, o calendário conta com outros prazos.

Confira as principais datas:

1º de janeiro – A partir dessa data, toda pesquisa eleitoral deve ser registrada com cinco dias de antecedência da divulgação dos resultados;

3 de março a 1º de abril – Durante este período, os candidatos podem mudar de partido sem perder os cargos que já ocupam. É a chamada janela partidária;

2 de abril – Prazo máximo para que presidente e governadores renunciem aos mandatos para concorrerem em outros cargos (candidatos à reeleição não precisam renunciar);

5 de abril – A partir desta data, servidores públicos não podem receber aumento até a posse dos eleitos;

4 de maio – Último dia para solicitar emissão, revisão e alterações no título de eleitor (como mudança de endereço, por exemplo);

30 de junho – Emissoras não podem transmitir programas apresentados por pré-candidatos;

20 de julho a 5 de agosto – Período para realização de convenções partidárias;

15 de agosto – Último dia para o registro de candidaturas;

16 de agosto – Início do período de propaganda eleitoral paga, inclusive na internet;

26 de agosto a 29 de setembro – Período de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV;

2 de outubro – Data do primeiro turno da eleição 2022;

3 a 29 de outubro – Período da propaganda eleitoral para o segundo turno;

30 de outubro – Segundo turno da votação;

19 de novembro – Prazo final para prestação de contas referentes aos dois turnos;

1º de dezembro – Último dia para apresentar a justificativa eleitoral relativa à ausência no primeiro turno;

19 de dezembro – Último dia para diplomação dos eleitos.

1º de janeiro de 2023 – Posse dos eleitos;

9 de janeiro de 2023 – Prazo final para apresentação da justificativa eleitoral referente ao segundo turno.

 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes