Autoexame de mama: Entenda por que ele é fundamental na luta contra o câncer

O autoexame de mama é a forma mais simples de identificar o câncer de mama em estágios iniciais. Entenda a importância do autoexame aprenda como fazer.

O autoexame de mama é a forma mais simples de identificar o câncer de mama em estágios iniciais. No mundo todo, o esse é o tipo de câncer que mais atinge as mulheres, contabilizando cerca de 30% dos casos entre todas as variações da doença.

No Brasil, somente nesse ano já são mais de 60 mil casos novos de câncer de mama, o que representa 29,5% dos cânceres em mulheres.

 

A importância do autoexame de mama

 

Entretanto, felizmente o câncer de mama possui significativos índices de cura, que giram em torno dos 95% quando descoberto precocemente. Geralmente o tratamento é feito com cirurgia para a retirada do tumor e a complementação com técnicas de radioterapia e quimioterapia.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Desde 1930 o autoexame de mama é recomendado nos Estados Unidos. Já em 1950, passou a fazer parte das políticas de saúde pública norte-americanas. Ele é vital importância, pois em 90% dos casos, é a própria mulher que descobre as alterações em sua mama.

Todas as mulheres acima de 20 anos de idade devem fazer o autoexame ao menos uma vez por mês. O melhor momento para fazê-lo é de sete a dez dias depois da menstruação. Isso porque nesse período as mamas estão menos doloridas e inchadas. Já para as mulheres que não menstruam, o ideal é definir um dia fixo por mês para examinar.

Fazer o autoexame de mama mensalmente ajuda a mulher a conhecer melhor as suas mamas, estabelecendo uma referência. Assim, fica mais fácil para identificar qualquer alteração anormal.

 

 

Outros exames de mama

Exame de mamografia
Imagem: Reprodução / Unsplash

Contudo, o autoexame não exclui a necessidade de fazer o exame clínico. Este, por sua vez, deve ser realizado anualmente com um médico ou médica que utilizem de técnicas de visualização e palpação para examinar a mama. Esse exame é bem criterioso e ajuda a identificar nódulos superficiais de até 1 centímetro.

Ainda, o ideal é que todas as mulheres realizem uma mamografia anual, a partir dos 50 anos de idade. Esse é um exame de imagem, capaz de detectar lesões não palpáveis – já que a partir dessa idade, as chances de apresentar esses nódulos são maiores.

Ademais, em caso da existência de um caso de câncer de mama em mãe ou irmã, é indicado que a rotina de mamografias inicie antes.

 

Como fazer o autoexame de mama

Fazer o autoexame é simples e rápido. É um hábito que todas as mulheres deveriam ter.

 

Como fazer o autoexame de mama
Imagem: Reprodução / Pinterest

Inicie o autoexame de mama em frente ao espelho

 

  1. Aproveite o momento antes do banho e vá ao espelho e observe os dois seios.
  2. Primeiramente, inicie o autoexame de mama analisando os seios com os braços caídos.
  3. Depois, com as mãos na cintura fazendo força nas mãos.
  4. Por fim, com elas atrás da cabeça, observe tamanho, posição, forma da pele, auréola e mamilo.
  5. Faça o mesmo controle com os braços lev antados e mantidos atrás da cabeça. Tenha em mente que qualquer alteração na superfície (depressão ou saliência) ou rugosidade é importante.
  6. Então, pressione o mamilo suavemente e veja se sai qualquer líquido. Uma alteração a se estar atenta é se o mamilo está umbilicado (para dentro, como o umbigo) e normalmente não era assim,

Apalpe os seios de pé

 

  • O melhor momento para realizar essa etapa do autoexame de mama é durante o banho, com as mamas ensaboadas. Assim, deslize as mãos sobre as mamas.
  • Com os dedos unidos, use a mão direita para apalpar a mama esquerda e a mão esquerda para a direita.
  • Em ambas as mamas, procure caroços, alterações de consistência, secreções, ou saliências.
  • Então, “divida” o seio em faixas verticais e horizontais e com os dedos estendidos e em pequenos movimentos circulares, faça a palpação de cada faixa, de cima para baixo.
  • Não deixe de examinar a axila e o pescoço.
  • Todo o seio deve ser palpado, mas dê atenção particularmente ao quadrante superior-externo.

 

Apalpe os seios deitada

 

  1. Antes de tudo, quando estiver deitada, coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita. Inverta o procedimento para examinar o outro lado.
  2. Logo após, apalpe toda a mama com uma pressão suave sobre a pele em movimentos circulares.
  3. Primeiramente, examine apalpando a metade externa da mama que, em geral, é mais consistente.
  4. Por fim, apalpe as axilas.

 

O Outubro Rosa e a luta contra o câncer de mama

O que é o Outubro Rosa
Imagem: Reprodução / Unsplash

O Outubro Rosa é uma campanha que todos os anos acontece no mundo todo, com a intenção de alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Também procura educar a população a respeito da relevância de métodos preventivos, como o autoexame de mama e mamografia.

A ideia da mobilização teve seus princípios no ano de 1990 em um evento chamado “Corrida pela cura” que aconteceu em Nova Iorque. A intenção era arrecadar fundos para a pesquisa da instituição Susan G. Komen Breast Cancer Foundation.

Foi, inclusive, nesse evento que o símbolo da campanha surgiu. Para cada participante da corrida, era dado um laço rosa. Assim, eles se popularizaram e foram usados posteriormente para enfeitar locais públicos e outros eventos que lutavam por essa causa.

No decorrer dos anos, diversas organizações passaram a se engajar e multiplicar a abrangência da causa. Assim, Outubro foi instituído como o mês de conscientização nacional nos Estados Unidos, até se espalhar para o resto do mundo.

Aqui no Brasil, a primeira ação aconteceu em 2002, no parque Ibirapuera, em São Paulo. Foi a iluminação cor-de-rosa do Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista, como forma de dar evidência às iniciativas de prevenção ao Câncer de Mama.

Um dos propósitos do Outubro Rosa é ressaltar a importância de olhar com atenção para a saúde. Além disso, seus promotores lutam por direitos como o atendimento médico e o suporte emocional, garantindo um tratamento de qualidade para as mulheres que passam pelo câncer de mama.

Todas essas iniciativas são fundamentais para a prevenção do câncer de mama, já que nos estágios iniciais ele é assintomático.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes