Intestino preso: como resolver esse problema?

A prisão de ventre é uma condição que pode causar diversos incômodos. Hábitos saudáveis e dicas caseiras ajudam o intestino a funcionar melhor

0 216

Você presta atenção em quantas vezes por semana vai ao banheiro? O intestino preso (ou prisão de ventre) é uma condição caracterizada pela dificuldade de evacuar.  Não existe um consenso sobre a quantidade ideal de evacuações por dia ou por semana, porque cada corpo tem um metabolismo diferente. No entanto, normalmente, ficar dois ou três dias sem ir ao banheiro já causa alguns incômodos.

O que causa a prisão de ventre (ou intestino preso)?

Intestino preso
Foto: Pixabay

De acordo com o site do Hospital Sírio Libanês, a principal causa do intestino preso é comportamental. Em outras palavras, aquilo que consumimos e fazemos no dia a dia influencia em nosso sistema digestivo, podendo causar a constipação. Uma dieta pobre em fibras, pouca ingestão de líquidos, sedentarismo, não ir ao banheiro quando tem vontade, uso de medicamentos e estresse, por exemplo, são consideradas algumas das causas comportamentais para a prisão de ventre. Além disso, o problema também pode estar relacionado a outras doenças e, por isso, um especialista é a pessoa mais indicada para investigar o que está acontecendo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A importância de manter hábitos saudáveis

Alimentação saudável
Foto: Elenildo Ferreira

O bom funcionamento do organismo está diretamente ligado à prisão de ventre. Por isso, manter hábitos saudáveis pode ser uma maneira eficiente de resolver (ou ao menos amenizar) o incômodo causado pelo intestino preso. Em primeiro lugar, é preciso prestar atenção à alimentação. Isso porque o consumo de fibras é indispensável. Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, um adulto deve consumir pelo menos 25 gramas de fibras por dia. Elas podem ser encontradas em farelos, farinhas integrais, frutas, verduras e legumes, por exemplo.

Além disso, a ingestão de líquidos também influencia no funcionamento do intestino. A orientação clássica serve também para esses casos: no mínimo dois litros de água por dia. Mais do que isso, alguns vegetais oferecem boas quantidades de líquido, como morango, laranja, abacaxi, tomate e pepino, por exemplo. Invista neles. E, seguindo as orientações de muitos especialistas, a prática regular de atividades físicas também se encaixa perfeitamente quando falamos em hábitos saudáveis. O site do Sírio Libanês menciona que os exercícios aeróbicos estimulam o movimento peristáltico, facilitando a evacuação.

Dicas caseiras para o intestino preso funcionar melhor

Papel higiênico
Foto: Jasmin Sessler

Quer tratar a prisão de ventre sem medicamentos? Alguns hábitos e receitas simples podem ajudar. Confira:

– Água com limão: o limão é um ótimo regulador intestinal porque estimula o movimento peristáltico. Se você não tem o estômago sensível, beber um copo de água morna com meio limão espremido pela manhã (em jejum) ajuda, ainda, a eliminar as toxinas.

– Café: a gastrina, presente nessa bebida, é um hormônio que estimula o funcionamento do sistema digestivo. Porém, cuidado com o excesso. Isso porque a cafeína pode influenciar, por exemplo, no sono.

– Massagem: estimular o intestino com uma massagem também pode ajudar. Deite-se e faça movimentos circulares no sentido horário em toda a extensão da barriga. A massagem deve ser feita diariamente durante, pelo menos, cinco minutos.

– Laxantes naturais: além das frutas, verduras e legumes, na lista de laxantes naturais podem ser incluídos alimentos como o feijão e a linhaça e alguns chás, como o de alecrim, de babosa, de ameixa preta e de melissa, por exemplo.

– Saúde mental: estresse, ansiedade e depressão podem causar prisão de ventre porque nossas emoções influenciam no funcionamento do organismo e, por consequência, do intestino. Tente relaxar e fazer atividades que dão prazer.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes