Pré e pós treino: confira o que comer antes e depois de malhar 

Quer melhorar sua performance nos exercícios físicos e conquistar melhores resultados? Então aprenda a escolher os alimentos certos para cada momento.

Sem dúvida, você já sabe que a atividade física é essencial para garantir a saúde do corpo. Além disso, é importante no processo de perda de peso e para promover o ganho de músculos. Mas, para obter bons resultados, é preciso apostar na alimentação. Por isso, vale prestar atenção no que você come no pré e pós treino.

Descobrir qual alimento ingerir antes e depois do exercício é, aliás, uma dúvida comum. “Em resumo, o pré-treino é necessário para dar mais força e energia ao corpo. Por outro lado, a alimentação pós-treino ajuda o organismo a recuperar a energia gasta. Porém, isso deve ser feito sem comprometer a performance na perda de calorias.” A explicação é da expert em emagrecimento Edivana Poltronieri. Ou seja, se você entende os objetivos de cada etapa, fica mais fácil organizar a dieta. E, como resultado, você pode melhorar seus resultados. 

Confira, então, algumas dicas para aprender a selecionar os alimentos ideais para o pré e pós treino.

 

Alimentos para o pré-treino  

 

Em primeiro lugar, vale saber que, nessa hora, você precisa dar energia para o corpo. E as principais fontes de combustível são gordura e carboidratos. Por isso, no pré-treino Edivana indica algumas opções, como pasta de amendoim e geleia de fruta natural com pão integral. Mingau de aveia com banana, lascas de amêndoas ou ovos com torrada também são interessantes. 

“O ideal é se alimentar, no mínimo, até duas horas antes do treino. Mas, se não for possível, invista em outros grupos de alimentos. Ou seja, iogurte natural, frutas ou batata doce”, diz a especialista. Outra sugestão é o uso de suplementos. Afinal, eles podem melhorar o desempenho, aumentar a massa magra corporal e diminuir a fadiga. Porém, faça isso apenas se tiver a liberação de um nutricionista.

Há ainda quem recomende o exercício em jejum, sobretudo para ajudar na queima de gordura. Entretanto, não existe consenso científico sobre o assunto. Até porque alguns estudos dizem que isso levaria à perda de massa muscular também. Ademais, exercício em jejum exige mais cuidado para evitar uma crise de hipoglicemia. Isso pode causar sintomas como palpitações cardíacas, palidez e desmaio, por exemplo. 

Nesse sentido, mais uma vez a indicação é procurar por um médico ou nutricionista. Só eles podem avaliar cada caso e fazer as recomendações certas. 

 

- PUBLICIDADE -

Alimentos para o pós-treino 

 

Seguindo as dicas para o pré e pós treino, é hora de falar sobre o que comer depois dos exercícios. Pois, nesse momento, o corpo precisa repor a energia. Também demanda fontes de proteína para, desse modo, conseguir aumentar o volume dos músculos. 

Leia também

Saiba quem tem direito de receber a vacina da Covid-19 em…

Energia e disposição: dicas para melhorar o ânimo no dia a…

De acordo com Edivana, o pós-treino pede ainda por alimentos de fácil digestão. O objetivo é otimizar a absorção de nutrientes. “Escolha itens como pudim de chia com leite vegetal ou iogurte natural. Além disso, maçã, quinoa, ovos, salmão, smoothie de frutas e wrap de peito de peru com folhas são boas opções.”

pré e pós treino
Imagem: reprodução / Pinterest

Alimente-se no tempo certo

 

Edivana ressalta que não basta apenas escolher o grupo certo de alimentos para o pré e pós treino. Você deve também fazer a ingestão no momento adequado. Isso porque o organismo leva tempo para absorver os nutrientes e gerar a energia necessária para os exercícios. “O importante, então, é deixar um espaço de até  duas horas entre a refeição e o treino. Assim, você evita dores no estômago e enjoos durante a prática de atividade”, orienta.

No entanto, ao se exercitar depois de acordar, prefira um lanche com carboidratos simples. Dessa forma, terá um pico de glicose mais rápido. Pão branco e geleia, banana com mel ou um pedaço de chocolate meio-amargo são boas escolhas.

- PUBLICIDADE -

Por outro lado, se o treino for leve, como yoga ou pilates, por exemplo, pode fazer a refeição até 40 minutos antes do treino.

 

Fique de olho na hidratação

 

Outro ponto importante na prática de atividade física é a hidratação. Isso vale não só para o pré e pós treino, mas também enquanto estiver se exercitando. “No pré-treino, o ideal é beber cerca de 1 copo de água a cada 15 minutos até o momento da atividade. Ao terminar, indico a ingestão de até 3 copos de água”, finaliza Edivana.

Fonte: Edivana Poltronieri, expert em emagrecimento.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes