Quais são os tipos de teste para Covid-19 e quando fazê-los?

A testagem em massa de uma população é a medida ideal para fazer o mapeamento correto da doença em um país.

0 1.673

As pessoas ainda ficam na duvida sobre realizar o teste para Covid-19 e saber se adquiriram ou não a doença. Além de se questionarem qual o melhor tipo de exame para se fazer. O que é normal, pois o vírus é muito novo ainda. Por isso, montamos um texto, com informações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)
e do Ministério da Saúde, para resolver as principais questões relacionadas aos testes de coronavírus.

O que é Covid-19?

O SARS-CoV-2 é uma doença que ataca principalmente os pulmões, causada pelo coronavírus. A enfermidade tem uma taxa de mortalidade de aproximadamente 2%, e em pessoas do grupo de risco pode chegar até 7%. Os sintomas são parecidos com os de uma gripe forte, como febre, tosse, cansaço e dor no corpo. Em casos graves a doença pode causar falta de ar e pneumonia, entre outras complicações.

Teste para Covid-19 no brasil?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“É necessário realizar um grande número de testes para a compreensão do padrão da epidemia e para o controle da transmissão”, reforça o ministério da Saúde em nota enviada a VEJA SAÚDE. O presidente da OMS também afirmou que é preciso “testar, testar e testar” para entender a doença e combate-la. Mas mesmo com essa preocupação, nem todos os países têm os recursos necessários para realizar a testagem em massa da população.

Segundo o Jornal da USP publicado em julho, o Brasil se encontra em segundo lugar no ranking dos números de pessoas infectadas e de mortes pela Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos. Mas o país fez apenas 15 mil testes por milhão de habitantes. Enquanto que dados atualizados de até 2 de julho, no site worldometers.info, mostram que o Reino Unido fez 142 mil testes por milhão de habitantes; a Rússia, 138 mil testes por milhão de habitantes; Singapura, 129 mil e os Estados Unidos fizeram 105 mil.

Já países do Oriente Médio, como os Emirados Árabes Unidos, por exemplo, foram os campeões em testagem, com 330 mil testes por milhão de habitantes. Portanto, o Brasil deixa a desejar no quesito de testes realizados. Então os números oficiais da doença podem estar abaixo do real.

Qual teste detecta a Covid-19? (Quais são os tipos?)

Mesmo com um baixo índice de testagem, os principais exames estão no Brasil e podem ser realizados em laboratórios, farmácias, hospitais e até em domicílios. Confira quais são eles e quando é indicado realizar o teste de coronavírus.

PCR

Foto mostra profissional coletando exame PCR de paciente dentro do carro.
Foto: Governo de São Paulo

O PCR é o teste de Covid-19 que localiza se o vírus está ativo no organismo. Ou seja, se a pessoa está contaminada no momento. Ele é realizado por meio de uma coleta de uma amostra do RNA. Para fazer essa coleta do material genético, é feita uma raspagem no nariz e na garganta do paciente com um swab, uma espécie de cotonete. Esse teste pode ser feito apenas em laboratórios ou hospitais. Em média, o resultado do exame demora 48 horas para ficar pronto.

Quando fazer?

É indicado que a pessoa realize o PCR entre o terceiro e o décimo dia, em que ela está com sintomas da doença. Pois é a fase em que o vírus fica ativo no corpo e pode ser identificado com mais facilidade. Hoje, o PCR é considerado o teste para detectar o coronavírus, em sua forma ativa, mais eficaz.

Sorologia – teste para Covid-19

Foto mostra uma mão segurando amostra de sangue para teste de coronavírus
Foto: Freepik

Já o teste de sorologia verifica a resposta imunológica do organismo. Ou seja, se houve ou não a formação de anticorpos no organismo da pessoa examinada. Para realizar o exame é preciso coletar uma amostra de sangue para detectar se há anticorpos IgM e/ou IgG em pessoas que foram expostas ao vírus. Os anticorpos do tipo IgM são os primeiros a aparecer após o contato com o vírus e podem indicar que o mesmo ainda está ativo. Já o IgG aparece depois da infecção e permanece por mais tempo no organismo.

Quando fazer?

A Anvisa recomenda que o teste seja realizado, pelo menos, 8 dias após o início dos sintomas. Porque a produção de anticorpos no organismo só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus. A utilização de testes rápidos antes desse período pode levar a resultados negativos mesmo nas pessoas que possuem o vírus e produziram anticorpos, sendo, portanto, um resultado “falso negativo”. Alguns casos já mostram também que nem todas as pessoas que têm infecção pelo novo coronavírus desenvolvem anticorpos detectáveis pelas metodologias disponíveis, principalmente aquelas que apresentam quadros com sintomas leves ou não apresentam nenhum sintoma, os assintomáticos. Portanto, pode haver resultados negativos na sorologia mesmo em pessoas que tiveram Covid-19 confirmada por PCR.

A agência sanitária também afirma que verificar os anticorpos da população é uma medida eficaz para fazer o mapeamento da doença no país.

Testes para Covid-19 rápidos de farmácia

Foto mostra uma mão com luva segurando um teste rápido de coronavírus
Foto: Getty Images

Os testes rápidos também são de sorologia. Mas não precisam de uma estrutura laboratorial para serem realizados, podem ser vendidos e feitos em farmácias. Mas devem ser realizados por profissionais. Para realizar o teste é coletado uma pequena amostra de sangue do dedo. Como em um exame de glicose. Essa amostra é colocada em um reagente para ver se acontece ou não a formação de anticorpos. A grande diferença desse teste é que o resultado saí mais rápido, em cerca de 20 minutos após a coleta do exame.

No entanto, esses exames costumam ter sensibilidade reduzida, por isso, não tem uma eficácia muito grande. O Ministério da Saúde aponta que os testes rápidos apresentam uma taxa de erro de 75% para resultados negativos. Essa incerteza gera uma insegurança em cima dos resultados também.

Quando fazer?

Recomenda-se fazer esse teste de COVID-19 após 8 dias que os sintomas começaram a ser sentidos pelo paciente.

Recomendações

O ministério da saúde destaca que os pacientes, mesmo quando testados positivos para COVID-19, não devem procurar hospitais ou ambulatórios imediatamente. Devem permanecer em suas casas em isolamento por 14 dias, e se cuidando, até o fim da infecção. Exceto se estiverem com sintomas graves, tal como dificuldade de respirar. Nesses casos o paciente deve se dirigir a um hospital para receber tratamento adequado.

Assintomáticos devem fazer o teste?

O ideal seria testar o máximo de pessoas possível. Por isso, os assintomáticos que tiveram contado com quem testou positivo devem ser testados para saber se estão com o vírus ou não. Mas recomenda-se que eles façam o teste PCR, pois tem alta sensibilidade e registra o vírus ativo. Os testes de anticorpos também podem ser feitos, mas após 15 dias do contato com alguém infectado ou de ter testado positivo pelo PCR.

Sites e telefone para tirar duvidas

Caso você precise de informações a respeito do novo coronavírus ou tenha qualquer dúvida relacionada à saúde, o Ministério da Saúde tem um chat chamado disque saúde, para acessar é só discar 136 que você será atendido. Os sites da Anvisa e do Ministério da Saúde também contam com informações atualizadas sobre a nova doença.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes