Veja o calendário de vacinação em São Paulo até o dia 11/10

Poderão se vacinar com primeira, segunda dose, além do imunizante adicional

Quem ainda nem tomou a 1ª dose de vacina contra a covid-19, ou que já está no prazo para receber a 2ª ou 3ª, deverá estar atento ao calendário de vacinação em São Paulo. Por isso, veja abaixo a lista completa de datas para que você possa estar com a carteirinha de vacinação em dia e se imunizar contra o coronavírus.

Calendário de vacinação em São Paulo em outubro

Dessa forma, cheque as datas e mantenha a sua imunidade em dia. Lembre-se sempre de fazer o cadastro prévio (veja como fazer ao final da matéria), além de sempre conferir horários e disponibilidade de cada posto de saúde. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Paulo.

Terça-feira – calendário de vacinação São Paulo

- PUBLICIDADE -

Na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021, a vacinação segue para praticamente os mesmos grupos da segunda-feira. São eles:

1ª dose: Qualquer pessoa, de 12 anos ou mais.

2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 10 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 13 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 7 de setembro.

3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 4 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 7 de setembro.

Quarta-feira

Na quarta-feira, dia 6, a vacinação está prevista para continuar em São Paulo.

1ª dose: Qualquer pessoa, de 12 anos ou mais.

2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 11 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 14 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 8 de setembro.

3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 5 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 8 de setembro.

Quinta-feira

Além disso, na quarta-feira (dia 7), a vacinação deve continuar da mesma forma, mas as datas são diferentes.

  • 1ª dose: Qualquer pessoa, de 12 anos ou mais.
  • 2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 12 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 15 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 9 de setembro.
  • 3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 6 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 9 de setembro.

- PUBLICIDADE -

Sexta-feira

Já na sexta-feira, dia 8, a vacinação quase idêntica, com novas datas. Confira:

  • 1ª dose: Qualquer pessoa, de 12 anos ou mais.
  • 2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 13 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 16 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 10 de setembro.
  • 3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 7 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 10 de setembro.

Sábado – calendário de vacinação São Paulo

No sábado, dia 9 de outubro, o calendário de vacinação em São Paulo deve mudar alguns grupos, se considerar o que aconteceu no último final de semana. Assim, devem estar aptos a receber as doses:

  • 2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 14 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 17 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 11 de setembro.
  • 3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 8 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 11 de setembro.

Domingo

No próximo domingo, será o último dia definido pelo governo estadual de São Paulo, para aplicar a terceira dose em idosos, acima de 60 anos. Dessa forma, confira o calendário desse dia:

- PUBLICIDADE -

  • 2ª dose: Quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 15 de agosto, pode receber a 2ª dose. Além desse grupo, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 18 de julho, também está apto. Por fim, quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 12 de setembro.
  • 3ª dose: Idosos acima dos 60 e profissionais de saúde que receberam a 2ª dose ou DU até 9 de abril, podem receber o reforço. Além disso, imunossuprimidos que receberam o último imunizante até 12 de setembro.

Segunda-feira

Por fim, na segunda-feira, do dia 11 de outubro, o calendário de vacinação em São Paulo não foi definido pela prefeitura. Ainda assim, vale ressaltar que quem recebeu a 1ª dose de Pfizer até 16 de agosto, terá completado o tempo mínimo. Além disso, quem recebeu  1ª de AstraZeneca, até 19 de julho, também está apto, assim como quem recebeu a 1ª dose de CoronaVac até 13 de setembro.

Quem pode tomar segunda dose em SP?

Para receber o segundo imunizante, e garantir maior eficácia contra casos graves da doença, o indivíduo deverá buscar os locais citados nesta matéria (confira ao final). No entanto, estão aptos a receber o reforço, os que estiverem dentro do intervalo estipulado para cada imunizante.

Cada fabricante, em determinação que passa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde (SES) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), determina um tempo, que é o indicado para potencializar os imunizantes e proteger com mais eficácia.

Sendo assim, veja o prazo de cada vacina aplicada no Brasil:

Pfizer: Segundo última determinação do município, a 1ª e 2ª dose de Pfizer têm de ser aplicadas com uma diferença de oito semanas.

- PUBLICIDADE -

AstraZeneca: Já os imunizantes da AstraZeneca precisam ser aplicados com uma diferença de, pelo menos, 12 semanas.

CoronaVac: Por fim, as vacinas da CoronaVac devem ser aplicadas em, pelo menos, 28 dias de diferença. No entanto, em todos os casos, se o intervalo tiver passado, a orientação é que busque, mesmo assim, a 2ª dose.

Janssen: O outro imunizante que já foi aplicado no Brasil é o da Janssen. No entanto, ele é administrado em forma de dose única. Assim, não é necessária uma 2ª dose. Contudo, a dose de reforço (3ª dose) é recomendada para quem tenha recebido este, em tempo hábil.

Terceira dose em SP – calendário de vacinação São Paulo

Para aqueles que já receberam a dose única (DU) da Janssen, ou as duas doses das demais patentes (Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer), já podem tomar o reforço, conhecido popularmente como terceira dose. Entretanto, essas pessoas devem se atentar para o calendário.

Você só poderá receber esse imunizante, caso tenha passado seis meses desde a última aplicação. Dessa forma, você deve contar pelo menos 180 dias de diferença entre o dia que recebeu o último antígeno e a data de agora.

Além disso, são dois grupos prioritários, aptos a receber com essa diferença de tempo. São eles os trabalhadores de saúde, que tenham 18 anos ou mais; e os idosos, acima dos 60 anos.

Por fim, as pessoas com alto grau de imunossupressão, com mais de 18 anos, também podem receber o reforço. No entanto, esse grupo pode receber a 3ª dose com diferença de, no mínimo, apenas 28 dias (o equivalente a quatro semanas).

Para receber a dose adicional, é preciso levar documento de identificação (RG, CNH ou CPF); comprovante de vacinação físico ou digital (aplicativo Conecte SUS ou comprovante); comprovante de endereço do município de São Paulo, caso as doses anteriores não tenham sido aplicadas na capital.

Que vacina estão aplicando em São Paulo?

As vacinas dependem dos quantitativos que são distribuídos pelo Ministério da Saúde, vão para o estado de São Paulo, e então são encaminhados aos municípios, que abastecem os postos de saúde. Dessa forma, não há como prever qual imunizante será aplicado no braço da pessoa que for vacinada.

Entretanto, adolescentes, de 12 a 17 anos, só podem receber vacinas da Pfizer. Isso é o que diz a Anvisa, até atualização mais recente, a respeito desse grupo.

Além disso, segundo a prefeitura, enquanto “perdurar a indisponibilidade das vacinas de AstraZeneca para completar o esquema vacinal (segunda dose)”, poderão ser usadas vacinas da Pfizer.

Por fim, as gestantes e puérperas (que tenham tido filho nos últimos 45 dias) só podem receber doses da CoronaVac ou Pfizer. Isso também é determinado pelas autoridades brasileiras de saúde. Se não houver tais imunizantes, a SMS diz que “a UBS [Unidade Básica de Saúde] deve manter lista de espera para convocação”. Se alguém desse grupo recebeu vacina de AstraZeneca nas últimas 12 semanas, poderão receber o reforço, exclusivamente, da Pfizer.

Onde estão vacinando?

Segundo a prefeitura, entre os dias 4 e 7 de outubro, calendário de vacinação em São Paulo deve seguir nos postos tradicionais, com 1ª dose, 2ª dose e dose adicional (3ª dose). São eles:

  • Mega drive-thrus: das 8h às 17h.
    • Por fim, conforme disponibilidade da campanha, funcionam como drive-thru a Arena Neo Química; Igreja Boas Novas; Memorial da América Latina; Clube Paineiras Morumbi; Drive do TCM; Parque Villas Lobos; Shopping Aricanduva; Centro de Exposições Anhembi e Club Atlético paulistano.
    • Além disso, o Shopping Anália Franco; Hospital Dom Alvarenga; Shopping Interlagos; Subprefeitura de M’boi Mirim; Subprefeitura de Itaim Paulista; Shopping Campo Limpo; Novartis Biociências; Mega Vila Maria; Shopping Jardim Sul; Cantareira Norte Shopping.
  • Megapostos: das 8h às 17h.
    • Em dias normais, funcionam como megapostos o Shopping Arincaduva; Catedral de São Miguel Arcanjo; Unisa Santo Amaro; Centro Empresarial de São Paulo; Clube Hebraica; Allianz Parque; Club Athletico Paulistano; Galeria Prestes Maia; Shopping Ibirapuera; Sesi Carvalho; Shopping Raposo Tavares; Extra Aeroporto; Petz Teotônio Vilela e Shopping Campo Limpo.
    • Além disso, o Ceu Parelheiros; Lar Center; TCM; FMU Santo Amaro; Megaposto Centro Cultural Grajaú e Shopping Vila Olímpia.
  • Unidades Básicas de Saúde (UBSs): das 7h às 19h.
  • AMAs/UBSs Integradas (funcionam em feriados): das 7h às 19h.
    • As 466 UBSs em São Paulo costumam funcionar de segunda a sexta-feira. O endereço de cada uma você pode conferir na página Vacina Sampa, elaborada pela prefeitura municipal, ou pela ferramenta Busca Saúde.

Já os Centros de Saúde (CS) funcionam das 8h às 17h. São eles os da Escola Barra Funda Alexandre Vranjac, na avenida Dr. Abrãao Ribeiro, 283, no bairro Bom Retiro; Escola Geraldo de Paula Souza, na avenida Dr. Arnaldo, 925, no bairro Sumaré; e na Escola Samuel Barnsley Pessoa, na avenida Vital Brasil, 1.490, no Butantã.

 

Vacina