Golpes no WhatsApp e Telegram: saiba como se proteger

Dentre os golpes no WhatsApp, o objetivo principal dos criminosos é entrar em contato com os amigos da vítima. Desse modo, enviam pedidos de dinheiro, e sem perceber, as pessoas fazem transferências de valores para a conta do criminoso.

Veja a seguir os golpes mais comuns, e como se proteger para que isso não aconteça.

Golpe do SMS de cadastro ou confirmação

O criminoso usualmente usa as redes sociais ou e-mails para induzir a vítima a informar um código enviado por SMS. Desta forma, o golpista consegue acessar o WhatsApp, que é utilizado para conversar com os contatos salvos. Dentre os golpes, este sem dúvida é o mais popular. 

A abordagem mais comum é após um cadastro de produtos no site de vendas, que incluem Mercado Livre, OLX, e similares. Em seguida, o criminoso entra em contato dizendo que necessita de validação por SMS para confirmar o anúncio. No entanto, o código enviado via SMS é uma solicitação de acesso à conta WhatsApp, que permite o golpista roubar sua conta. 

Outra abordagem semelhante é através das redes sociais, tipo Facebook, Instagram e Twitter. Neste caso, os criminosos criam contas parecidas com as de grandes empresas, e fingem se passar por canais de atendimento.

Replicação de conta em redes sociais

Este golpe dispensa o uso de tecnologia sofisticada. O criminoso cria uma conta no WhatsApp com o nome e foto da vítima. Sem dúvida, estas informações são fáceis de encontrar em qualquer rede social. Em seguida, ele entra em contato com a lista de amigos da vítima, dizendo que trocou o número.

- PUBLICIDADE -

Ou seja, o golpista trabalha para ganhar a confiança da pessoa, para em seguida tentar alguma forma de conseguir senhas, valores ou similares.

Golpe da oferta mirabolante

Este golpe se trata da troca de mensagens com o objetivo de coletar informações. Imagine você, um Iphone 11 por R$ 2.000? Parece um sonho, né? Pois é, os criminosos oferecem produtos a preços irrecusáveis em diversas plataformas e redes sociais. É comum até o uso de anúncios nos buscadores, incluindo o Google.

Isso pode ocorrer também na oferta financeira de empréstimos, cartões de crédito e  financiamentos. Certamente as condições são sempre tentadoras, com juros baixos e carência, sem fiador. Como diz o ditado, “Quando a esmola é demais, até o santo desconfia.” 

Desse modo, pedem para preencher e assinar uma proposta fornecendo dados pessoais. Em outros casos, solicitam o pagamento de uma taxa de cadastro. Em resumo, é nesse momento que a vítima informa os dados pessoais.

Links falsos nas redes sociais

Neste golpe, criminosos enviam links nas redes sociais fingindo se tratar de promoções de marcas famosas, ou sites de notícia renomados. Em seguida, a vítima é convidada a preencher um formulário, ou instalar algum aplicativo. Em suma, o objetivo é coletar dados, ou espionar o conteúdo do celular.

Para evitar ter suas informações roubadas, nunca clique em links suspeitos. Por fim, consulte as redes sociais das empresas citadas nas campanhas para verificar se a promoção de fato existe.

No vídeo abaixo, o pessoal da exchange Mercado Bitcoin explica o que é phishing, esta modalidade de golpe:

Como evitar cair em golpes?

Primeiramente, nunca forneça dados, senhas ou códigos que tenha recebido via SMS ou mensagem em seu celular.

- PUBLICIDADE -

Além disso, desconfie de links recebidos pelo WhatsApp ou e-mail. Em suma, os criminosos utilizam sites, aplicativos e cadastros em redes sociais com imagens e nomes muito semelhantes das empresas verdadeiras.

Por fim, ative a verificação em duas etapas do WhatsApp e de todos os aplicativos que oferecem este nível extra de segurança.

Se você cair em golpes, como recuperar a conta?

Assim que perceber atividades estranhas nas suas mensagens, ou receber uma mensagem avisando que a conta está conectada em outro celular, siga as etapas para  recuperação do Whatsapp. Lembre-se de informar seus contatos que sua conta foi exposta.

Simultaneamente, entre com um boletim de ocorrência por falsidade ideológica e tentativa de estelionato. Acima de tudo, a atitude é importante para que casos como esse sejam investigados, desse modo ajudando nas operações policiais.

Comentários (0)
Comentar