Monte Everest: conheça tudo sobre a escalada mais famosa do mundo

Conheça mais sobre o Monte Everest

O Monte Everest é uma das montanhas mais conhecidas e um dos destinos mais procurados pelos amantes de escalada. O local tornou-se ponto turístico para quem sonha em chegar ao topo do mundo.

Onde fica o Monte Everest?

Apesar de muito conhecido, a localização do Monte Everest pode ser dúvida para alguns. Por isso, vamos tirar suas dúvidas de uma vez por todas. O Monte Everest fica localizado na região da cordilheira do Himalaia, na fronteira entre o Nepal e Tibete, no continente asiático. A montanha tem altura de cerca de 8.848 metros acima do nível do mar, sendo a montanha de maior altitude do mundo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como é subir no Monte Everest?

Alpinistas escalando o Everest
Imagem: Pixabay

 

Uma das grandes perguntas sobre o Monte Everest é a respeito da subida. Ao falarmos sobre esse ponto turístico, muitos imaginam sobre como é subir no Monte Everest, fazendo a tão famosa escalada.

A montanha, como citamos, está a mais de 8mil metros acima do nível do mar e, por tanta elevação de altitude, a pressão do ar diminui, dificultando a respiração, fazendo com que o tubo de oxigênio seja obrigatório para quem quer escalar. Isso porque a chegada na altura máxima do Everest só oferece 6,3% de oxigênio. Dessa maneira, já se sabe que subir no Monte Everest é um desafio respiratório, não é mesmo?

Além da baixa presença de oxigênio, subir no Monte Everest é sinônimo de estar no auge da capacidade de esforço físico, uma vez que o tempo média de escalada no Everest é de 40 dias.

Quem se aventura a escalar o Everest ainda pode se deparar com temperaturas que chegam a 70ºC negativos, podendo ser surpreendido por avalanches e tempestades avassaladoras.

Mas, os desafios não assustam os amantes de aventura: o Monte Everest tem fila para a escalada. Segundo o jornal The New York Times, no ano de 2019, mais de 750 pessoas estavam na rota para escalada. Ou seja, mesmo com todos esses desafios, ainda é um ponto turístico muito concorrido.

 

Quanto custa escalar o Monte Everest?

Uma outra pergunta muito popular é sobre os valores que os aventureiros precisam desembolsar para essa grande escalada. Como o monte está na fronteira entre Tibete e Nepal, ao pesquisar sobre os valores e custos da escalada, você pode se deparar com certa discrepância. Isso é normal. Os valores tibetanos são diferentes dos valores nepaleses. 

Atualmente, a escalada administrada pelo Ministério do Turismo do Nepal custa cerca de 30 mil dólares, colocando em reais, você precisará desembolsar 125 mil reais. Sendo que isso pode variar de acordo com algumas especificidades. Esses são os valores do lado nepalês.

Já no lado tibetano, existem algumas políticas de turismo mais evoluídas que visam aumentar a segurança do local e promover a limpeza do monte.  Nesse lado, os valores variam de 18 mil dólares para a taxa de luxo e 15 mil para valores padrão. A China tem tentado tornar o turismo sustentável.

Além desses valores pagos para a escalada, você deve contemplar em seu orçamento os custos para chegar até o Nepal ou Tibete, além dos gastos com material, treinamento e mais. 

 

Curiosidades sobre o Monte Everest

O Monte Everest é um lugar cheio de mistérios e acontecimentos que geram muitas polêmicas. Algumas curiosidades tornam o local ainda mais peculiar e intrigante. 

Engarrafamento no Monte Everest
Imagem: Reprodução / Nirmal Purja Project Possible Ltd.

Quem foram os primeiros a escalar o Monte?

O primeiro homem a escalar o Monte Everest foi Sir Edmund Percival Hillary e o guia sherpa Tenzing Norgay, eles atingiram o topo da montanha em 1919. Já a primeira mulher a escalar o Everest foi Junko Tabei, uma alpinista japonesa.

 

Origem do nome

O nome Monte Everest é em homenagem a um topógrafo indiano, George Everest, que foi capaz de mensurar a altitude da montanha e detalhar sua posição geográfica em um estudo criterioso feito em 1841. 

 

Número de mortes

Por suas condições de ar e temperatura, o Everest é um ambiente agressivo e capaz de causar mortes frequentes. Quedas, escassez de oxigênio, avalanches, tempestades e consequência do frio extremo são as principais causas das mortes frequentes no local. 

Apesar de existirem números em registros oficiais, a quantidade de mortos até hoje ainda não é certa. Os registros oficiais tratam de cerca de 282 pessoas mortas desde 1924 a 2015.

 

Acúmulo de corpos

Pelo alto número de mortos e as condições que impossibilitam um rápido resgate, não é incomum que os alpinistas encontrem corpos durante a escalada. Isso acontece também pelo alto valor para retirar os corpos da montanha, cerca de 70 mil dólares.

 

Engarrafamento na subida

Em 2019, uma foto registrou um engarrafamento de alpinistas escalando o Monte Everest. Muita polêmica foi levantada a respeito das normas e leis para subir a montanha. 

Dessa maneira, o Monte Everest é um ponto turístico bem peculiar e cheio de surpresas. Para escalar, é essencial preparo, treino e muita grana. Por isso, se você tem esse sonho,  é hora de começar a se preparar.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes