Maldivas: onde fica, quanto custa e mais sobre esse destino

Viajar para as Ilhas Maldivas é a pura definição de luxo. Geralmente, é um destino que muitos casais escolhem para passar a lua de mel. Porém, as ilhas se tornaram também o paraíso mais frequentado por famosos durante a pandemia e por diferentes perfis de viajante.

Diante disso, descubra mais sobre as Maldivas, onde fica, quanto custa viajar, os passeios e tudo sobre esse paraíso singular.

Onde fica e como ir para as Ilhas Maldivas?

Reprodução / Unplash

 

- PUBLICIDADE -

As Maldivas são um arquipélago localizado no Oceano Índico, ao sul da Índia e próxima de outros destinos como Tailândia, Singapura e Vietnã. Ela é composta por 1.196 ilhas, ao passo que 203 delas são habitadas.

Saiba, além disso, que o arquipélago não exige visto de turismo para os brasileiros por até 30 dias. Porém, é necessário apresentar a Carteira de Vacinação Internacional contra a febre amarela, do mesmo modo que a reserva de hotel e passagem de volta.

Por ser um destino distante, não há voos diretos do Brasil. Porém, ao comprar as passagens, pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, é possível escolher uma das três opções com conexão até o Aeroporto Internacional de Malé, localizado na Ilha de Hulhulé. Cabe ressaltar que o voo tem duração estimada de 22 horas.

 

Quanto custa viajar para as Maldivas?

Ticiane Pinheiro (Reprodução / Instagram)

 

Com seus resorts cercados por água em tons de azul turquesa, as Ilhas Maldivas não são um dos destinos mais baratos. Porém, com muito planejamento, tempo e paciência na busca pelas passagens aéreas e hospedagens, é possível encontrar um orçamento que caiba no seu bolso. Em resumo, tudo vai depender da sua necessidade.

Passagens

Por exemplo, os preços de uma passagem não são baratos e podem flutuar bastante dependendo da época do ano e do valor do dólar. Você encontra passagem de ida e volta para as Maldivas saindo de São Paulo, a partir de R$ 5.600, com 34 horas de viagem e uma escala.

No entanto, você ainda pode combinar a viagem com outros destinos próximos ao arquipélago, a fim de baratear o custo do voo pelo trecho direto. Entre as possibilidades estão os voos saindo de Lisboa e até Frankfurt.

Hospedagem

- PUBLICIDADE -

Juliana Paes (Reprodução / Instagram)

 

Um dos fatores que torna uma viagem mais cara – e em qualquer lugar no mundo – é a hospedagem. Contudo, nas Maldivas existe uma vantagem se a sua viagem for do tipo econômica. É que o arquipélago oferece dois tipos de ilhas habitadas: as privadas, com resorts de luxo; e as nativas (públicas), voltada aos locais.

Sendo assim, uma alternativa é procurar por hospedagens mais modestas nas ilhas públicas e ficar próximo de resorts que dispõem do chamado day use. Com isso, você tem a oportunidade de aproveitar em um dia toda a infraestrutura do local a um custo inferior comparado a uma diária.

Mas se você quer viver a experiência de dormir em uma acomodação de luxo, com vista para o mar, o nosso conselho é alternar a estadia entre ilhas públicas e privadas. Assim, você conhece diferentes ilhas e paisagens.

Os resorts privativos e com bom custo-benefício têm diárias de R$ 800 a R$ 2.000. Por outro lado, é possível encontrar acomodações mais acessíveis, com preços de diárias a partir de R$ 400 o casal.

Locomoção

 

Ainda existe o custo para chegar de Malé para a ilha do hotel. Logo, para que você não pague um valor muito alto com o transfer, tente hospedagens mais próximas ao aeroporto.

- PUBLICIDADE -

Há o Dhoni como meio de transporte público, o traslado em lanchas (a partir de R$ 200) e o hidroavião (a partir de R$ 600 por pessoa). Ou seja, tudo vai depender da distância entre Malé e a ilha escolhida.

Passeios

Além de relaxar e aproveitar a estadia na praia, nas Maldivas há passeios de barco para mergulhos e snorkel. É uma experiência na qual as empresas cobrarm a partir de R$ 150.

Alimentação

Os valores destinados à alimentação podem variar muito dependendo do hotel e do estilo de cada viajante. Por exemplo, há opções de pensão completa, all inclusive e apenas o café da manhã. No final, é possível comer em restaurantes simples das ilhas nativas e gastar entre R$ 40 e R$ 100 por refeição.

- PUBLICIDADE -

Seguro viagem internacional

Por fim, considere gastos com o seguro viagem internacional, que vai depender do perfil de cada um. Portanto, procure um que se adeque à sua necessidade e ofereça total assistência.

Quando ir para as Maldivas e outras dicas importantes

Bruna Marquezine (Reprodução / Instagram)

 

Época ideal: evite ir entre maio e outubro, pois chove e venta forte. Sendo assim, procure viajar entre os meses de novembro a abril.

Impostos: os hotéis cobram uma taxa de 10% e imposto de 12% em tudo o que você for consumir dentro dele. Também há a cobrança da taxa de preservação (6 dólares nos resorts/3 dólares nas pousadas locais) por dia/por pessoa.

Quanto tempo ficar: em sete dias você consegue conhecer algumas ilhas, fazer passeios e aproveitar as praias de areia branca e águas mornas.

Consumo de bebidas: por ser um lugar de maioria muçulmana, é proibido o consumo e venda de álcool. Além do mais, durante os horários de orações nas ilhas públicas, lojas e comércios podem fechar.