Tesouro Direto ou CDB: como escolher ao investir?

Objetivo e prazo do investimento podem ajudar a escolher a melhor opção

Isenção da taxa de custódia para investimentos de até R$ 10 mil em Tesouro Selic tornou a modalidade um pouco mais atrativa, mas é preciso avaliar opções e considerar a diversificação da carteira também.

0 841

Investir em Tesouro Direto ou CDB? Com a queda da taxa Selic para 2% ao ano é natural que quem investe na renda fixa tenha dúvidas sobre onde aplicar o dinheiro. O que é preciso considerar?

Primeiramente, é necessário levar em conta os planos para o investimento. As aplicações mais conservadoras, com remuneração atrelada à Selic, têm pago um retorno pequeno, quase simbólico na verdade, por isso, dependendo do caso, escolher entre Tesouro Direto ou CDB pode não fazer uma diferença tão grande assim.

Avalie objetivo e prazo antes de investir em Tesouro Direto ou CDB

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

É muito importante saber se o seu objetivo é investir para o curto prazo e/ou para formar uma reserva de emergência. Talvez não seja nenhuma dessas coisas também. “Se for um investimento de curto prazo ou reserva de emergência, você pode investir no Tesouro Selic ou em um CDB de liquidez diária”, sugere Rafaela Silveira, especialista em finanças da Magnetis.

E como decidir entre Tesouro Direto ou CDB com liquidez diária? Até pouco tempo atrás, a remuneração do Tesouro Selic estava perdendo até para a da poupança em razão da  taxa de custódia, que é de 0,25% ao ano sobre o valor investido.

Desde 1º de agosto, porém, a B3 decidiu não cobrar mais esta taxa para investimentos de até R$ 10 mil na modalidade, tornando o Tesouro Selic um pouco mais atrativo.

Além disso, quem investir mais do que esse valor, pagará a taxa apenas sobre o excedente agora. Por exemplo, no caso de um investimento de R$ 20 mil no Tesouro Selic, no lugar de se pagar R$ 50 ao ano em taxa de custódia, passa-se a pagar apenas R$ 25.

“O Tesouro Selic é muito considerado quando falamos sobre reserva de emergência, objetivos de curto prazo ou de perfis mais conservadores. Entretanto, se você for investir um montante maior que R$ 10 mil, lembre-se que irá pagar a taxa de custódia sobre o que exceder esse montante. Neste caso, um CDB que renda aproximadamente a Selic poderá valer mais a pena e contará com a garantia do FGC”, explica Rafaela.

Tesouro Direto ou CDBs que rendem 100% do CDI

 

Em geral, os grandes bancos oferecem CDBs que rendem 100% do CDI, assim como a conta do Nubank por exemplo. Há outros CDBs mais atrativos, porém, normalmente oferecidos por corretoras independentes e instituições de menor porte, mas em geral requerem um prazo maior para o investimento.

Com relação ao prazo, vale dizer que se o objetivo é deixar rendendo por menos de seis meses, há possibilidade de perda maior até que a da poupança no Tesouro Selic em razão do Imposto de Renda, que é cobrado de forma regressiva. Ou seja, quanto mais o dinheiro fica aplicado, menor o desconto no IR. Considere tudo isso ao escolher suas aplicações.

 

tesouro direto ou cdb: qual o melhor
Imagem: Reprodução / Pixabay

Investir pensando no médio e longo prazo

Vamos pensar agora que o seu objetivo não é investir para formar uma reserva de emergência e nem pensando no curto prazo. Neste caso, vale avaliar outras alternativas além do Tesouro Selic e de um CDB diário que renda 100% do CDI.

“Se for um investimento de médio ou longo prazo, CDBs com vencimentos definidos para resgate podem apresentar uma rentabilidade melhor que o Tesouro Selic e valer mais a pena. Por isso ter o seu objetivo bem definido é o primeiro ponto a se considerar”, argumenta Rafaela.

Existem no mercado CDBs que podem chegar a 140% ou 150% do CDI, mas são voltados para o longo prazo. Você pode esperar alguns anos até ter seu investimento de volta?

 

Tesouro Direto ou CDB para diversificar?

Finalmente, um ponto importante é que, apesar da redução da taxa de custódia do Tesouro Selic ter tornado a modalidade mais atraente para investidores conservadores, o importante é  diversificar a carteira e pensar em outras alternativas de acordo com os objetivos.

De forma geral, a vantagem do Tesouro Selic para um CDB de liquidez diária vai depender da taxa Selic em si, do valor a ser investido (por conta da taxa de custódia) e das condições oferecidas para o CDB.

Vale lembrar que há outras opções de investimento tanto dentro do Tesouro Direto quanto em  CDBs.  “Diversificar é importante mesmo que na renda fixa. Não se deve colocar todos os ovos na mesma cesta”, alerta Rafaela.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes