Como está Izabela Dolabela hoje, 6 anos depois do Masterchef

Chef é especialista em cozinha saudável, natural e vegana, e está à frente de cinco projetos no ramo da gastronomia

O público que acompanhou o Masterchef Profissionais em 2016 deve se perguntar como está Izabela Dolabela hoje depois de sua participação no reality culinário mais famoso do país. A chef foi a única participante que falou abertamente sobre machismo no cozinha, bandeira que levanta até hoje.

A participação no programa da Band rendeu bons frutos para a profissional, desde a mudança de cidade até um novo emprego como chef de um restaurante na capital paulista. Hoje, além de assinar cardápios de restaurantes, ela desenvolve mais cinco projetos na área de gastronomia.

Como está Izabela Dolabela do Masterchef hoje?

Como está Izabela Dolabela? A mudança na vida de Izabela começou logo após sua eliminação no Masterchef Profissionais há seis anos – ela deixou o programa na quinta semana. “O reality me fez mudar de cidade, de Belo Horizonte para São Paulo”, contou. Ela recebeu um convite para ser chef de um restaurante no Itaim Bibi, bairro nobre da capital, além de ter ganhado milhares de seguidores em sua página no Instagram, que lhe permitiu trabalhar com publicidade.


Izabela se formou em gastronomia em 2012, na primeira turma da faculdade Estácio de Sá em Belo Horizonte – na época, ela também cursou Direito ao mesmo tempo, mas só porque seus pais reprovavam a ideia dela seguir pelo caminho da cozinha.

Especialista em gastronomia vegetariana, vegana e saudável, Iza conta que desde a faculdade sempre gostou muito de se alimentar dessa forma, apesar de não ser adepta ao vegetarianismo e veganismo. “Não tenho esse rótulo, mas sou uma pessoa que não come carne todos os dias”, disse.

Ela conta que sempre teve dificuldade em encontrar comidas saudáveis e balanceadas. “Gosto de uma comida funcional, que você não come apenas pelo prazer, mas que também traga outros benefícios. A princípio, foi uma coisa que busquei pra mim”. Hoje, ela conta que o mercado para este tipo de alimentação está bem maior e que a procura cresce a cada ano.


A chef é sócia do Nattu Restaurantes, com unidades em São Paulo e Rio de Janeiro, onde também assina o cardápio. O estabelecimento oferece refeições orgânicas e funcionais, feitas com técnicas que preservam qualidade do alimento in natura. Ela também é sócia do do sorvete vegano Lowko, tem participação na marca de geleias Compota Ibá e abriu seu próprio buffett.

Seu projeto mais recente é a marca de vinhos em lata Artse, que surgiu durante a pandemia. Ela conta que a marca nasceu quando sua sócia foi até o Rio Grande do Sul e conheceu outras marcas do produto. Por ser uma forte tendência fora do país, as duas resolveram abrir o próprio negócio para comercializar a tradicional bebida feita à base de uva em latas, e não em garrafas de vidro como é o padrão.

“Já vendemos toda a primeira leva de vinhos. Estamos bem otimistas, já entramos em restaurantes, mercados e deliveries. As pessoas compram muito para levar à praia, passeios e piqueniques. O produto tem uma ocasião de consumo, é para ser aberto durante o dia a dia”, explica.

Img 6754 2
Izabela dolabela está à frente do nattu restaurantes – como está izabela dolabela – foto: divulgação

Melhores filmes Netflix 2022: 23 da lista New York Times para ver no Brasil

Machismo na cozinha

Izabela foi a única participante a levantar bandeira contra o machismo presente no ramo da gastronomia. Enquanto conversava com a apresentadora Ana Paula Padrão após sua eliminação, ela fez críticas sobre o assunto. “Eu nunca pensei em ser a campeã do programa. Acho até que fui bem longe. Mas, a verdade é que o ambiente da cozinha é muito machista. Geralmente o homem é o chef e a mulher é quem cozinha”.

Seis anos depois, a chef acredita que pouco se evoluiu em relação ao assunto. “Na época eu fui a única do programa que defendia isso. Mas acho que [o machismo] mudou muito pouco, ainda temos muito o que buscar”.


VÍDEO: Relembre participação no Masterchef:

+ Bruna Marquezine antes e depois: a evolução da atriz

 

Você pode gostar também