Mayra Cardi é acusada de bigamia por união com Arthur Aguiar

A empresária foi acusada por crime de bigamia após o término com Arthur Aguiar

A empresária Mayra Cardi foi acusada por crime de bigamia. Após o término com Arthur Aguiar, a coach teria tentando anular seu casamento com o ator, quando na verdade, ela ainda estava legalmente casada com Egil Greto Guarize.

Segundo o Notícas da TV, Mayra Cardi é acusada pela Justiça e Ministério Público, por bigamia. Ou seja: ela ainda estava casada com Egil Greto Guarize quando oficializou a união com Arthur Aguiar, em dezembro de 2017.

Mayra se casou com Egil em 2014 e viveu com ele nos Estados Unidos até junho de 2017. No entanto, os dois não assinaram o divórcio.

Mayra tenta anular casamento com Arthur Aguiar

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Diante da separação conturbada com Arthur, que aconteceu em maio, a ex-BBB quis anular a união com o ator. De acordo com a colunista Fabia de Oliveira, Mayra abriu um processo, de nº 1069823-40.2020.826.0100, em 10 de setembro para que o casamento com o ex, Egil Greto, fosse validado. Sendo assim, ela ainda estaria casada com ele no Brasil, o que invalidaria a união com Aguiar.

Um dos fatos que beneficia Mayra com a anulação do casamento com o ator da Record, é que, com a anulação, e não separação, ela não teria mais que dividir os bens, eles teriam que dividir na mesma proporção tudo que foi conquistado após a união.

Coach desiste de validar casamento com ex

Depois de complicações, Mayra Cardi desistiu de dar sequência no processo. Ela pediu para que o caso fosse arquivado já que não terá o resultado esperado com a Justiça brasileira. Mas o fato dela estar casada com suas pessoas naõ goi ignorado, e a Justica investiga o caso de bigamia.

Arthur briga por direitos de lucro na empresa de Mayra Cardi

Depois de terminar com Mayra Cardi, Arthur Aguiar passou a buscar os direitos de lucro da empresa Cura Você. Segundo ele, enquanto estava casado com a empresária, trabalhou na empresa.

Em entrevista, Arthur afirmou para Léo Dias, que entraria com o processo. Neste sentido, ele gravou um vídeo, afirmando que atuou em duas empresas de Mayra Cardi. “Foi uma experiência incrível. Mas eu tive que largar meus planos e sonhos para fazer isso. Não era opcional, e ela sabe disso. De outubro de 2019 a maio de 2020 eu estive à frente dessas empresas”, afirmou ele.

Após ser acusado de estar falido e desempregado, ele também rebateu. “Quando eu não estava trabalhando na minha área, eu estava trabalhando nisso. Então, nesses três anos juntos, houve pequenos meses em que eu estava desempregado”, explica.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes