Na onda de Neymar, faz ex-bbb Hadson organiza festa na pandemia

A onda de promover festa na pandemia tem se espalhado e, depois de Neymar, outros famosos supostamente estariam organizando aglomerações no Réveillon.

A nova (e perigosa) moda entre os famosos é a de fazer festa na pandemia. A comemoração de ano novo de Neymar para mais de 500 convidados, que promete ter 5 dias de duração em Mangaratiba, Rio de Janeiro, tem ‘inspirado’ outros famosos a promoveram aglomerações similares. O ex-BBB Hadson e o jogador Gabigol também entraram na onda.

Segundo o colunista Leo Dias, Gabigol também fará uma festa na pandemia para comemorar o Réveillon nos mesmos moldes de Neymar: o jogador teria alugado uma mansão em Joá, bairro nobre do Rio de Janeiro, e proibido os convidados de usarem celulares durante a comemoração.

Vaza áudio de Hadson organizando festa na pandemia

Seguindo a mesma linha, o ex-BBB Hadson teve um áudio vazado que viralizou nas redes sociais onde anunciava em um grupo de mensagens que havia alugado uma mansão em Salinas para a virada do ano.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No mesmo áudio, Hadson adverte que os convidados não poderão usar o celular durante a festa para que não haja vazamento de fotos ou vídeos e que a intenção é manter tudo no sigilo.

“Tá tudo certo, já fechei a mansão lá pra gente em Salinas. Vamos só restringir celulares da galera, entendeu? Pra não ter foto, não vazar, não ter vídeo, não ter nada. Aproximadamente aí umas 100 pessoas dá na casa, pra ficar suave, pra curtir de boa. Pra não ter muito problema”, disse no áudio, enviado em um grupo chamado ‘Réveillon no Sal’.

Web aponta hipocrisia do ex-BBB

Antes do vazamento da suposta festa, o ex-BBB havia publicado um story a respeito da ida de Thelma Assis, Manu Gavassi e Rafa Kalimann para uma ilha particular comemorar a virada do ano. Na publicação, Hadson fez críticas às ex-sisters e ainda provocou os fãs.

“Ae galera da geração mimimi, é um recado pra vocês. Fica em casa p****. Geração das fadas lacração, será que vão cancelar elas? Hipocrisia do meu país chamado Brasil”, escreveu na publicação onde compartilhou a campanha da prefeitura de São Paulo em que Thelma incentivava a quarentena.

Na web, os internautas não deixaram barato e relembraram a atitude de Hadson em apontar dedos para as sisters e, posteriormente, ter sua suposta festa vazada.

Festa de Neymar causa polêmica

A festa promovida por Neymar para a virada do ano tem sido assunto na internet desde o dia 26 de dezembro, quando as primeiras informações começaram a surgir. De acordo com colunistas, a comemoração terá cinco dias de duração e mais de 500 convidados, que não poderão usar o celular para evitar vazamentos.

Apesar da proibição, muitos deles já têm publicado fotos e vídeos na cidade, e a própria pulseira de identificação do evento tem levantado suspeitas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes