Desfile de carnaval 2022 RJ: ordem das escolas de samba e horários

No início de 2022, os desfiles das escolas de samba precisaram ser adiados, como uma das medidas para tentar frear o aumento dos casos de covid-19 no país. Com isso, tanto o evento da capital paulista quanto da carioca ficaram programados para serem realizados durante o mês de abril, aproveitando o feriado prolongado de Tiradentes, no dia 21. Confira qual será a ordem do desfile de carnaval 2022 RJ.

Ordem e horário do desfile de carnaval 2022 RJ

O desfile de carnaval 2022 RJ do Grupo Especial vai ocorrer nos dias 22 e 23 de abril, sexta e sábado, respectivamente, no Sambódromo da Sapucaí. O evento precisou ser adiado no início do ano por conta da alta dos casos de covid-19. No dia 22 irão desfilar as escolas Imperatriz, Mangueira, Salgueiro, São Clemente, Viradouro e Beija Flor. Já no dia 23 passam pela Sapucaí a Paraíso do Tuiuti, Portela, Mocidade, Unidos da Tijuca, Grande Rio e Vila Isabel. Veja como ficou o horário de entrada das escolas de samba cariocas em cada data, segundo a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIESA):

22 de abril (sexta-feira):
22h – Imperatriz
Entre 23h e 23h10 – Mangueira
Entre 00h e 00h20 – Salgueiro
Entre 1h e 1h30 – São Clemente
Entre 2h e 2h40 – Viradouro
Entre 3h e 3h50 – Beija-flor

23 de abril (sábado):
22h – Paraíso do Tuiuti
Entre 23h e 23h10 – Portela
Entre 00h e 00h20 – Mocidade
Entre 1h e 1h30 – Unidos da Tijuca
Entre 2h e 2h40 – Grande Rio
Entre 3h e 3h50 – Vila Isabel

A apuração vai acontecer na terça-feira, dia 26, na Apoteose. E, no sábado do dia 30, as seis escolas mais bem colocadas do Grupo Especial do desfile de carnaval 2022 RJ voltam a desfilar. A ordem seguirá o mesmo padrão dos outros dias, começando com a colocada em 6º lugar e encerrando com a grande campeã, em 1º lugar.

Como são julgadas as apresentações

O desfile de carnaval 2022 RJ das escolas do Grupo Especial passa pelo julgamento de um grupo de jurados, escolhido pela LIESA. Para avaliar as agremiações, eles se baseiam no Manual do Julgador, em que nove quesitos são julgados, com notas que variam de nove até dez, com uma casa decimal. Confira quais são esses quesitos avaliados pelo júri:

  • Bateria: Avalia a manutenção regular e a sustentação da cadência em consonância com o samba-enredo; a perfeita conjugação dos sons emitidos pelos vários instrumentos e a criatividade e a versatilidade do grupo.
  • Samba-enredo: O jurado deve avaliar a letra e a melodia separadamente. Para a letra, consideram-se a adequação da letra ao enredo; a riqueza poética, a beleza e o bom gosto; e a adaptação à melodia. Já para a melodia, são consideradas as características rítmicas próprias do samba; a riqueza melódica, sua beleza e o bom gosto de seus desenhos musicais; e a capacidade de sua harmonia musical facilitar o canto e a dança dos desfilantes.
  • Harmonia: Nele, deve-se considerar a perfeita igualdade do canto do samba-enredo pelos componentes da escola, em consonância com o intérprete e a manutenção de sua tonalidade, assim como o canto do samba-enredo pela totalidade da escola e a harmonia do samba.
  • Evolução: É avaliada a fluência da apresentação, penalizando a ocorrência de correrias e retrocessos de alas e alegorias. Considera também a espontaneidade, a criatividade, a empolgação e a vibração dos desfilantes, além da coesão do desfile, ou seja, a manutenção de espaçamento o mais uniforme possível entre alas e alegorias.
  • Enredo: São dois subquesitos somados. Em concepção, é apreciada a ideia básica apresentada pela escola e o desenvolvimento teórico do tema proposto. Contam pontos a clareza, a coerência e a coesão na roteirização do desfile. Já em realização, é averiguada a capacidade de compreensão através das fantasias, alegorias e outros elementos plástico-visuais, assim como a exposição do tema no roteiro.
  • Alegorias e Adereços: Avalia, nos subquesitos concepção e realização, a adequação das alegorias e dos adereços ao enredo, a criatividade, a impressão causada pelas formas, e os acabamentos e cuidados na confecção e decoração.
  • Fantasias: Também separando concepção e realização, são avaliadas a adequação das fantasias ao enredo, a criatividade, a impressão causada, a uniformidade de detalhes e o acabamento.
  • Comissão de Frente: A coreografia e a fantasia são levadas em consideração, em que avalia-se a capacidade da comissão impactar positivamente o público, o cumprimento da função de saudar o público e apresentar a escola, a coordenação, o sincronismo e a criatividade de sua exibição.
  • Mestre-sala e porta-bandeira: Considera-se a harmonia do casal, verificando sua adequação para a dança e a impressão causada.

Veja também: Corpus Christi é feriado nacional ou ponto facultativo em 2022

Você pode gostar também
buy cialis online