Proclamação da República: o que aconteceu com Dom Pedro II?

Família imperial foi exilada do Brasil

Em 15 de novembro de 1889, foi proclamada a república no Brasil. O levante aconteceu devido à insatisfação dos militares e civis com a monarquia, que se articularam para derrubar a família real do poder. Dom Pedro II e seus parentes foram exilados do país após a Proclamação da República, e o marechal Deodoro da Fonseca foi nomeado presidente.

Como aconteceu a Proclamação da República?

A Proclamação da República foi resultado de um longo processo de insatisfação com a monarquia. Logo após o fim da Guerra do Paraguai, o governo monárquico começou a entrar em crise, segundo informações do Brasil Escola.

Em 1870, foi lançado o Manifesto Republicano, uma série de novas ideias políticas que ganhou força por meio do movimento republicano. A monarquia foi ficando cada vez incapaz de atender os interesses da sociedade brasileira, além de disputas políticas e consolidação do Exército como uma instituição profissional fortalecerem a crise.

Outros motivos também levaram ao fortalecimento das ideias republicanas. A Igreja católica estava descontente com Dom Pedro II, que muito interferia nas decisões da instituição. Além disso, os grandes proprietários de terras ficaram imensamente insatisfeitos com a Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil.

O grupo de pessoas insatisfeitas foi crescendo cada vez mais, até que as ideias de revolta se tornaram uma conspiração. Em novembro de 1889, os conspiradores aguardavam apenas a participação do Marechal Deodoro para darem o golpe na monarquia. Quando Deodoro, que era um monarquista, aderiu ao movimento, começou então a proclamação.

No dia 15, os militares tomaram o poder, e foi formado um governo provisório sob o comando de Marechal Deodoro da Fonseca.

Dom pedro ii proclamação da república
Foto: reprodução

Dom Pedro II após a Proclamação da República

Após a tomada do poder pelos militares, Dom Pedro II e toda a família imperial foram exilados. Eles receberam um informe que deveriam deixar o Brasil e nunca mais retornar.

A família real foi para Lisboa, mas também não foram bem-vindos lá e seguiram destinos diferentes. Teresa Cristina morreu em Porto, cidade de Portugal, três semanas após sua chegada na Europa. Em seu leito de morte, ela teria dito: “Não morro de doença, morro de dor e de desgosto. Sinto a ausência das minhas filhas e de meus netos. Não posso abençoar pela última vez o Brasil, terra linda. Não posso lá voltar”.

Após perder Teresa Cristina, Dom Pedro II se estabeleceu em Paris, onde ficou até a sua morte, em 1891. Ele teve pneumonia e faleceu aos 66 anos.

A Princesa Isabel também partiu para a França, onde seu marido Gastão de Orléans possuía residência. Leopoldina já morava na Europa com o Augusto, Duque de Saxo-Coburgo-Gota.

 

Você pode gostar também