Qual o pacto de Trindade Pantanal e o que acontece com ele?

Se roteiro seguir o mesmo de 1990, peão desaparecerá da trama

Que o peão misterioso tem ‘parte com o cão’, como dizem os próprios personagens da novela, todo mundo sabe. Mas qual o pacto de Trindade Pantanal? O endiabrado disse já ter cumprido sua parte do trato com o capeta, mas o cramulhão ainda vai causar na vida do namorado de Irma (Camila Morgado) nos próximos capítulos.

Qual o pacto de Trindade Pantanal e por que ele vendeu a alma?

Trindade vendeu a alma para o diabo em troca dele lhe tornar um grande violeiro. O peão contou que não era um bom músico e que o ‘coisa ruim’ oferece um trato para melhorar suas habilidades artísticas. Além disso, o ‘cão’ também disse para o rapaz que o inferno é um lugar muito triste e que ele precisava de alguém para animá-lo.

Mas o pacto de Trindade não é vitalício. Como o peão já falou na novela, o cramulhão lhe deixaria livre caso ele conseguisse conquistar um verdadeiro amor. Assim que conheceu Irma, o endiabrado se apaixonou por sua ‘princesa’ e fez de tudo para conquistá-la, pois assim estaria livre do capeta.

Apesar do pacto ter chegado ao fim, o cramulhão ainda sopra premonições para Trindade e incorpora no corpo do peão quando precisa dar algum recado para os outros personagens.

O diabo não vai dar descanso tão cedo para Trindade. Quando Irma engravida, o bebê começa a dar sinais ainda dentro da barriga da mãe que herdou os poderes sobrenaturais do pai quando um violão começar a tocar sozinho em uma das rodas de viola – o peão dirá que é o filho quem está tocando o instrumento de dentro do ventre. Em 1990, o funcionário de José Leôncio (Marcos Palmeira) ficou morrendo de medo que o garoto nascesse com chifres.

Diante do receio com as consequências que o pacto poderia trazer para seu filho e com os inúmeros desentendimentos com Irma durante a gravidez, Trindade fugiu da fazenda na primeira versão da trama e abandonou a namorada grávida. A saída do personagem da novela da TV Manchete aconteceu devido ao convite que Almir Sater recebeu da própria emissora para protagonizar A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990).

Gabriel
Qual o pacto de trindade pantanal? Personagem é interpretado por gabriel sater – foto: reprodução/rede globo

O que acontece com Trindade em Pantanal?

Apesar de Gabriel Sater ter pedido ao autor da trama que não tirasse seu personagem da novela, é provável que Trindade tenha o mesmo fim de 1990.

O peão passa boa parte da gestação de Irma desaparecido, mas aparece por uma última vez quando a ruiva está prestes a dar à luz. A filha de Mariana (Selma Egrei) se recusa a ter o bebê em um hospital em Campo Grande e acaba entrando em trabalho de parto na fazenda. No entanto, a tia de Jove (Jesuíta Barbosa) sofre complicações e, no desespero, começa a pedir pela presença de Trindade.

Como num passe de mágica, o peão aparece no quarto da ruiva e faz o parto da criança sozinho, com as próprias mãos. Mas a visita do endiabrado não dura muito, já que ele some de novo após se certificar de que sua amada está bem e pede para José Lucas (Irandhir Santos) cuidar de sua família.

Trindade morre em Pantanal?

Trindade não morre em Pantanal. O peão desaparece e nunca mais é visto na fazenda de José Leôncio, mas não passa por nenhuma situação que coloque sua vida em risco enquanto estiver na trama.

No último capítulo do folhetim, há um salto no tempo que mostrará o filho de Irma e a filha de Juma (Alanis Guillen) já crianças. Eles aparecem ao lado do Velho do Rio (Osmar Prado) enquanto caminham pelas matas do Pantanal. Em 2022, a cena deve se repetir já que Theo e Lia Luperi, filhos de Bruno Luperi e bisnetos de Benedito Ruy Barbosa, foram escalados para interpretarem os papéis.

 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.