10 importantes descobertas científicas feitas por mulheres

Compilamos abaixo uma lista com 10 descobertas científicas feitas por mulheres

Embora nem sempre tenha tido apoio ou reconhecimento, as mulheres são tão importantes quanto os homens na ciência. Diversos avanços relevantes em campos como geologia, computação, física e biologia vieram de diferentes mulheres. Por isso, compilamos abaixo uma lista com 10 descobertas científicas feitas por mulheres:

Ada Lovelace descobriu o algoritmo de computação

Talvez uma das descobertas mais remotas e importantes para o mundo como conhecemos hoje veio de Ada Lovelace. Embora não tivesse tido um ensino formal, a condessa era uma apaixonada por matemática – inclusive, foi seu talento nato que a levou ao encontro de Charles Babbage, o inventor da máquina analítica. Junto do amigo e matemático, Lovelace realizou diversas anotações que ajudaram a criar e teorizar aquilo que seria o primeiro algoritmo de computação com base em padrões de Álgebra. Por alguns anos, muitos questionaram se ela realmente teria tido todo este impacto, mas anos mais tarde foram descobertas correspondências de 1843 entre os dois que comprovaram quem criou o algoritmo

Marie Curie descobriu a radioatividade

Sem dúvidas, Marie Curie é presença obrigatória em qualquer levantamento sobre importantes descobertas científicas feitas por mulheres. Imagem: Wikipédia
Sem dúvidas, Marie Curie é presença obrigatória em qualquer levantamento sobre importantes descobertas científicas feitas por mulheres. Imagem: Wikipédia

Sem dúvidas, Marie Curie é a cientista mais famosa desta lista, pois foi a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel. Surpreendentemente, ela não possuía um laboratório próprio, por isso,  realizou seus estudos dentro de um galpão improvisado ao lado da instituição em que lecionava. Lá, ela descobriu e entendeu a radioatividade que, como resultado, auxiliou a invenção do raio-x móvel utilizado durante a Primeira Guerra Mundial. Embora seja famosa por essa descoberta, Curie também descobriu os elementos rádio e polônio.

Nettie Stevens e os Cromossomos X e Y

Embora o cientista E.B. Wilson seja reconhecido como descobridor dos cromossomos X e Y, há ampla defesa que na verdade a teoria correta tenha surgido da mente de Nettie Stevens.  A cientista teria feito a descoberta quando buscou atualizar e rever as teorias da pesquisa genética de Mendel, biólogo conhecido como o pai da genética. Tanto Wilson quanto Stevens chegaram à resposta biológica do que definia o sexo dos seres, mas a única teoria completamente correta era a de Nettie.

Inge Lehmann descobriu a existência do núcleo do planeta Terra

A formação da Terra sempre foi um dos maiores mistérios da humanidade, inclusive servindo como inspiração para obras literárias como “Viagem ao Centro da Terra” por Júlio Verne. Mas a resposta veio mais tarde, e a descoberta do que há no núcleo do planeta foi realizada por Inge Lehmann. A sismóloga dinamarquesa concluiu, enquanto estudava as camadas da Terra, que seu núcleo interno é  sólido e formado por ferro e níquel.

Hedy Lamarr descobriu a comunicação sem fio

"<yoastmark

Certamente, Hedy Lamarr é um dos nomes mais curiosos e importantes desta lista. Ela é amplamente conhecida como uma atriz de grande renome entre as décadas de 30 e 50, mas também trouxe um enorme impacto para a ciência. Ela criou e patenteou um dispositivo que trabalhava com a ideia de “salto de frequência”. O dispositivo ajudou soldados americanos durante a Segunda Guerra Mundial, pois impedia que rádios fossem grampeados por nazistas.  Em 2000, a atriz finalmente recebeu reconhecimento público por sua invenção que abriu alas para tecnologias como Wi-Fi, GPS e Bluetooth. Vale ressaltar que ela também revolucionou o cinema, pois foi a primeira atriz da história a encenar um orgasmo diante as câmeras.

Lise Meitner descobriu a divisão de átomos

Lise Meitner descobriu a divisão de átomos. Imagem: Wikipédia
Lise Meitner descobriu a divisão de átomos. Imagem: Wikipédia

A física Lise Meitner possuia reconhecimento no meio científico por suas pesquisas sobre o urânio, mas revolucionou o mundo com uma descoberta na década de 1944. Com o apoio de seu parceiro, Otto Hahn, Meitner foi capaz de descobrir a divisão de átomos. Contudo, seu parceiro afirmou ser o único descobridor e ignorou os esforços de Meitner; como resultado, somente ele recebeu o Prêmio Nobel de Química. Mais tarde ela recebeu o reconhecimento, mas não antes de passar mais de 20 anos no esquecimento.

Rosalind Franklin – dupla hélice de DNA – descobertas científicas feitas por mulheres

Além de Nettie Stevens, outra mulher desta lista também foi revolucionária dentro do campo da genética. Rosalind Franklin fazia pesquisa no King’s College quando decidiu começar a tirar raio-x das estruturas de DNA humano. Como resultado dos experimentos, Franklin definiu o formato de dupla hélice do DNA por meio de imagens. Curiosamente, a ideia havia sido teorizada por cientista James Watson e seu parceiro, mas somente os experimentos de Rosalind foram capazes de confirmar a existência desta estrutura. Infelizmente, Watson ocultou o apoio das imagens de Rosalind e recebeu o Nobel sem  falar sobre a importância desta mulher. 

Vera Rubin descobriu a matéria Escura

Vera Rubin é uma das mulheres importantes da astrofísica, pois entre 1960 e 1970 realizou pesquisas revolucionárias. Durante seus estudos sobre a galáxia e o movimento das estrelas, acabou descobrindo a existência de uma força invisível a que deu o nome de matéria escura. Surpreendentemente, Rubin e seu colega, Kent Ford, não acreditaram na teoria a princípio, mas após uma conversa científica com os teóricos Jeremiah Ostriker e James Peebles convenceram a dupla de que a matéria escura é real.

Katherine Johnson descobriu a rota para a Lua, uma das principais descobertas científicas feitas por mulheres

Katherine Johnson é uma das poucas mulheres que teve seu reconhecimento em vida. Como resultado de suas habilidades matemáticas fora do comum, Johnson começou a trabalhar na NASA e foi extremamente importante para as viagens espaciais. Como resultado de sua passagem na agência espacial, a matemática ajudou a calcular a rota para a Lua e a construir a primeira nave espacial lançada em 1961.

Flossie Wong-Staal descobriu o teste para HIV, uma das maiores descobertas científicas feitas por mulheres

A pandemia da AIDS foi uma das mais assustadoras durante a década de 1980. Contudo, Flossie Wong-Staal conseguiu mudar esse cenário e ajudou muitas descobertas sobre o vírus no futuro. A cientista foi a primeira a identificar o HIV e cloná-lo. Desta forma, Wong-Staal também realizou o mapeamento genético do vírus e desenvolver os testes de HIV.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes