Origem do Carnaval: conheça a história da festa

Existe um velho dito popular que diz que o ano só começa depois do Carnaval. Mas, pela primeira vez, o brasileiro vai ter que iniciar um novo ano sem a festa tradicional que marca a celebração que antecede o início da Quaresma, segundo o calendário católico Ocidental.  A pandemia do novo coronavírus fez com que […]

Existe um velho dito popular que diz que o ano só começa depois do Carnaval. Mas, pela primeira vez, o brasileiro vai ter que iniciar um novo ano sem a festa tradicional que marca a celebração que antecede o início da Quaresma, segundo o calendário católico Ocidental.  A pandemia do novo coronavírus fez com que a comemoração fosse adiada não só no Brasil, mas também no mundo. Poucos sabem, mas a festa não é realizada apenas aqui. A origem do Carnaval vem de longa data.

Quando e onde surgiu o Carnaval?

Imagem mostra ilustração da origem do carnaval
(Reprodução/Google)

O Carnaval é uma festa popular realizada em diferentes lugares do mundo, portanto, não é invenção brasileira como muitos imaginam. Segundo historiadores, a origem da festa vem da antiguidade, e existem algumas teorias e registros sobre quando foi inventada – e tudo indica que é ligada ao cristianismo.

No Brasil, por exemplo, o Carnaval foi “importado” pelos colonizadores portugueses, que ao chegarem no país, trouxeram diversos rituais europeus, entre eles festividades associadas à cultura cristã, como o próprio Carnaval. Apesar dos registros na Europa, a data também foi encontrada na Babilônia e Mesopotâmia. De acordo com os historiadores brasileiros, a festa se estabeleceu no Brasil durante os séculos XVI e XVII e tem como principal região o Rio de Janeiro.

Algumas das tradições mais conhecidas como o desfile e as máscaras, existem desde a idade média. Mas antes deste período, a festa já era associada aos prazeres e à “subversidade”, já que os papéis sociais eram invertidos, como, por exemplo, os homens se vestindo de mulheres. A associação entre o Carnaval e as orgias é relacionada com as festas de origem greco-romana, como os bacanais (festas dionisíacas, para os gregos).

O Carnaval como é conhecido atualmente, remonta tradições presentes no Carnaval de Roma, na Itália medieval. As festas duravam dias e dias, e eram regadas a álcool, fartura e danças. Os elementos circenses e a festa de rua pública também veem da mesma época. A cidade de Paris, na França, também teve um papel relevante como principal “exportadora da festa carnavalesca” para o resto do mundo.

Qual o motivo do Carnaval?

- PUBLICIDADE -

O Carnaval é um rito de passagem, tanto visto através da perspectiva das celebrações pagãs –  na Mesopotâmia era um momento de comemoração do “ano novo” que se iniciava com a chegada de uma nova estação – como também na ótica cristã. Hoje em dia mesmo, a celebração se tornou para os brasileiros, uma data que inicia o resto do ano, por exemplo. Mas segundo historiadores, a Igreja pretendia manter uma data para as pessoas “cometerem seus excessos”, antes do período da severidade religiosa. Nesse momento, o Carnaval estendia-se durante várias semanas, entre o Natal e a Páscoa.

Qual é o significado do Carnaval para os cristãos?

Imagem mostra bíblia Sagrada ao redor de confetes de carnaval
Carnaval cristão (Foto: Arquidiocese de Teresina/Divulgação)

Registros históricos apontam que a palavra “Carnaval” possui origem do latim “carnis levale”, cujo significado é “retirar a carne”. Para os cristãos, a etimologia da palavra está ligada ao jejum que deve ser realizado durante a Quaresma, assim como o controle dos prazeres mudanos.  Com o passar dos anos, a Igreja Católica fez um movimento de ressignificação da data senso mais cristão.

Leia também

Quaresma: entenda porque o período é importante para os…

Saiba o que é a Quarta-feira de cinzas e o significado da…

Origem da data de Carnaval

Por isso também, o Carnaval costuma ocorrer 47 dias antes da Páscoa, em fevereiro, geralmente, ou às vezes em março (como no caso de 2020). Conforme o Cálculo da Páscoa, ocorre próximo do dia de Lua Nova.

Origem do Carnaval no Brasil

Carnaval 2021: tudo que sabemos da festa no Brasil
(Foto: Fernando Grilli/RioTur/FotosPúblicas)

- PUBLICIDADE -

O Carnaval é uma parte importante da cultura brasileira. A primeira manifestação aconteceu na época da colônia, quando a festividade era praticamente somente pelos escravos e se chamava “entrudo”.  Na época, não passava de uma “brincadeira” e a principal piada era jogar água e “limões perfumados” uns nos outros. Para isso, os escravos também se fantasiavam. Em 1841 o entrudo foi proibido, mas continuou até meados do século XX.

Segundo dados históricos, o primeiro baile de Carnaval aconteceu no Rio de Janeiro em 1840, nos moldes europeus, totalmente diferente do entrudo. As pessoas dançavam valsa e também usavam máscaras como em Veneza. Em 1855, as pessoas mais ricas organizaram as “sociedades” que desfilavam em carros alegóricos. Como reação, as pessoas mais pobres começaram a desfilar também, mas de uma forma mais simples.

Depois surgiram os cordões e ranchos, as festas de salão, os corsos, e as escolas de samba. Afoxés, frevos e maracatus também passaram a fazer parte da tradição cultural carnavalesca brasileira. As marchinhas, sambas e outros gêneros musicais foram incorporados à maior manifestação cultural do Brasil.

Fonte: SILVA, Daniel Neves. “História do Carnaval”; Brasil Escola. 

Carnaval em 2021 no Brasil

Com a pandemia da Covid-19, neste ano o Brasil não vai comemorar o Carnaval. Em julho de 2020, tanto as prefeituras de Rio de Janeiro e São Paulo anunciaram o adiamento dos desfiles das escolas de samba. Na época, se falava em transferir a festa para o mês de julho de 2021.

A cidade de Salvador, na Bahia, que também é referência quando se trata de Carnaval, seguiu os mesmos passos de São Paulo e Rio e disse que o planejamento das comemorações aconteceria em julho, uma previsão que caminhou com o cronograma de vacinação em todo país. Entretanto, com as atuais perspectivas, a data será comemorada apenas em 2022 – quando o plano nacional de imunização já estará mais avançado.

Até o momento, apenas 2,16% da população brasileira foi vacinada, um total de 4.584.338 pessoas receberam as duas doses da vacina. A informação foi dada pelo UOL nesta última sexta-feira, 12 de fevereiro.

- PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes