O que significa o Dia de Tiradentes? Conheça a data

O dia 21 de abril é um dos feriados nacionais do nosso calendário, em que comemora-se o Dia de Tiradentes. Em 2022, o feriado também vai coincidir com a realização dos desfiles das escolas de samba na capital paulista e carioca, por conta do adiamento no início do ano. Mas você sabe o que significa o Dia de Tiradentes? Entenda a história da data.

O que significa o Dia de Tiradentes?

Comemorado no dia 21 de abril, o Dia de Tiradentes homenageia Joaquim José da Silva Xavier. Conhecido como Tiradentes, ele foi um dos grandes líderes e heróis da Inconfidência Mineira. Esse capítulo da história nacional se tratou de uma revolta de caráter republicano e separatista, organizada pela elite da capitania de Minas Gerais, contra o domínio da Coroa Portuguesa. E, na ocasião, Tiradentes foi o único entre os inconfidentes a ser condenado à pena de morte. Dessa forma, a data faz alusão ao dia de seu enforcamento, que ocorreu em 21 de abril de 1792.

Quem foi Tiradentes?

Joaquim José da Silva Xavier, nascido em 12 de novembro de 1746 onde é o atual município de Ritápolis, em Minas Gerais. Apesar de ter sido militar, ele ficou conhecido historicamente como Tiradentes, apelido que recebeu em função do seu trabalho como dentista em vida. Hoje, é considerado um herói nacional, decorrente de sua atuação na Inconfidência Mineira.

No contexto da época, foram realizadas diversas prisões e julgamentos, em que todos os envolvidos na conjuração tiveram suas penas amenizadas. Exceto pelo dentista, já que não fazia parte da elite e era um dos principais propagandistas do movimento, que protestava contra as imposições da Coroa Portuguesa. Logo, ele foi condenado à pena de morte. Assim, no dia 21 de abril de 1792, Tiradentes foi enforcado em praça pública no Rio de Janeiro, e depois seu corpo foi esquartejado e pregado em postes pelas ruas de Minas Gerais. O Dia de Tiradentes significa uma forma de homenagear a luta do inconfidente.

Tempos depois, no século 19, o movimento republicano elegeu a figura de Tiradentes como mártir cívico-religioso e antimonarquista. E a lei nº 4.897, publicada no dia 9 de dezembro de 1965, declarou Joaquim José da Silva Xavier como patrono cívico da Nação Brasileira. Entre as obras que tratam sobre a sua trajetória, em 2017, foi lançado o filme Joaquim, dirigido por Marcelo Gomes, que aborda a formação política de Tiradentes.

O que foi a Inconfidência Mineira

No século 18, Minas Gerais era a capitania mais próspera do Brasil, devido a sua atividade mineradora. No entanto, não havia uma boa relação entre parte da população mineira e a Coroa Portuguesa, já que a elite econômica era contra a política fiscal imposta por Portugal, em que se cobrava o quinto, cerca de 20% do que era produzido anualmente. Com a decadência do ouro na região, a quantidade de tributos pagos também começou a diminuir. Como solução, foi autorizada a cobrança da derrama, que compensaria o déficit do outro imposto.

Nesse cenário de crise, em 1788, Visconde de Barbacena assume como governador, com a determinação de realizar uma cobrança obrigatória desses tributos. Esse foi o estopim para que a elite local antecipasse os preparativos para a revolta. Motivados pelo pensamento iluminista e os ideais da Revolução Francesa, parte da população mineira passou a organizar uma conjuração contra o governo local, com o nome de Tiradentes incluso.

No entanto, antes mesmo de conseguir ser iniciada, a conspiração foi descoberta, por meio de denúncias feitas às autoridades coloniais em Minas Gerais. Joaquim Silvério dos Reis foi o grande nome responsável por entregar o movimento, em troca do perdão de suas dívidas com a Coroa, uma espécie de delação premiada da época.

Por que dia 22 de abril não é feriado?

Próximo ao Dia de Tiradentes, outro momento de grande relevância na história brasileira é o dia 22 de abril, mas do ano 1500. Esse dia marca a chegada das caravelas portuguesas na Costa do Descobrimento, como passou a ser conhecida a região no sul da Bahia que compreende os municípios de Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Belmonte. A expedição era comandada pelo capitão Pedro Álvares Cabral, e buscava chegar até a Índia, mas acabou sendo levada ao território brasileiro.

Esse marco histórico já foi considerado feriado nacional, só que era comemorado no dia 3 de maio, supostamente com o objetivo de não haver feriados em dois dias seguidos. No entanto, apesar de sua importância, ele foi excluído dos feriados fixos do calendário brasileiro durante o governo de Getúlio Vargas, a partir do Decreto nº 19.488, em 15 de dezembro de 1930.

Leia também: Vai ter rodízio de carros no feriado de Tiradentes em São Paulo?

Você pode gostar também
buy cialis online