BBB 21: Bruno Gagliasso diz que nunca mais vai assistir o reality da Globo

O ator, e ex-Globo foi questionado sobre o BBB 21

O ator, e ex-Globo, Bruno Gagliasso foi questionado sobre o BBB 21 e deu uma resposta no Twitter nesta terça-feira (22). Ele, que confessou ter ficado viciado na temporada deste ano, se posicionou sobre a próxima edição do reality de Boninho.

Bruno Gagliasso vai acompanhar o BBB 21?

Após ter defendido Babu Santana com unhas e dentes do BBB 20, os internautas quiseram saber se ele ainda iria assistir o programa, na nova  temporada do BBB 21, que estreia dia 25 de janeiro.

“Pretende fazer mutirão nesse BBB 21, Bruno?”, perguntou a usuária Caroline with en E, no Twitter. 

“Nunca mais vou assistir BBB [risos]”, escreveu o marido de Giovanna Ewbank, em tom de brincadeira sobre o BBB 21.

Imediatamente, nos comentários, os fãs reagiram. “Nunca diga nunca. Hahahaha”, divertiu-se a seguidora Amélie So. “Nem vc acredita nisso”, disse Carol. 

Teve também quem se indignou: “Como assim, precisamos do nosso comentarista!”, “por favor não me decepcione”.

Leia também

Enquete BBB 21: Karol Conká merece ser descancelada?

BBB21: saiba que horas começa o reality show hoje (27/2)

- PUBLICIDADE -

Antes do BBB 21, Bruno Gagliasso torceu por Babu Santana

Mesmo sendo amigo de Manu Gavassi, Bruno Gagliasso declarou sua torcida por Babu Santana. Durante o reality ele comentava e postava tweets sobre o ator. Além disso, ajudava em mutirões para a permanência do ex-BBB que foi o 4º eliminado.

Em uma fala de Babu sobre as mulheres, Bruno Gagliasso respostou o vídeo e disse “eu te amo” para o ator.  “O homem sempre esteve em posição de privilégio, sempre teve voz, sempre. E, hoje, é hora das mulheres falarem. Elas podem até estarem erradas, mas vocês têm que ouvir”, refletiu ele dentro do confinamento. Agora com o BBB 21, a espectativa é de que o ator comente novamente dobre o reality.

Ator fala sobre racismo sofrido pela filha, Titi

Durante sua participação no programa ‘Fala Celio!’, Bruno Gagliasso comentou sobre o racismo que a filha de 7 anos, Titi, enfrenta. 

“Lutei como um leão para defender a minha filha, mas, na verdade, o que eu fiz, foi o mínimo, como pai, como ser humano e como cidadão, que prega e quer igualdade, respeito, e que quer que as pessoas evoluam”, ele afirmou.

Mas surpreendeu com a seguinte declaração: “Sou um racista em desconstrução, porque a gente é fruto de uma sociedade, que aprendeu muita coisa errada.”

- PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes