Silvio Santos recebe Bolsonaro em casa: ‘aceitar opinião do chefe’

O encontro surgiu para entregar um selo alusivo ao aniversário de 90 anos de Silvio Santos; SBT emitiu nota sobre o assunto. Veja

Silvio Santos completou mais uma primavera no último dia 12 e, para honrar e homenageá-lo, os Correios lançaram um selo alusivo ao aniversário de 90 anos do comunicador, que já está em circulação e pode ser solicitado em qualquer agência do país.

Silvio Santos ganha homenagem de Bolsonaro

A entrega do selo foi feita pessoalmente pelo presidente dos Correios, Floriano Peixoto que junto do ministro das Comunicações, Fábio Faria – genro de Silvio Santos – e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estiveram na casa do comunicador na noite desta terça-feira em São Paulo.

Silvio Santos recebe presidente Bolsonaro em sua casa em SP
Selo em homenagem aos 90 anos de Silvio Santos (Foto: Divulgação/Correios)

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Tanto Bolsonaro quanto Silvio Santos, que são grupo de risco da doença coronavírus, aparecem sem máscaras no encontro.

 

O genro do comunicador divulgou um vídeo em suas redes sociais onde registrou o momento em que o sogro agradece o presidente pela homenagem. Na ocasião, Silvio emenda: “Só espero que você não mude nada. Continue assim como você está. Não precisa fazer discurso nem nada. O povo gosta de você como você é”.

Ele prossegue falando sobre carisma: “É um jeito. Igual a mim. O pessoal fala ‘Silvio Santos tem carisma’. O que é carisma? Não sei. Não aprende na escola. É inexplicável. Como você. O pessoal gosta do Bolsonaro da maneira que ele é”. E encerra com mais um elogio: “Eu simpatizo como você, por que não sei!”.

SBT emite nota

De acordo com o colunista Maurício Stycer, do UOL,  a diretoria de Recursos Humanos da emissora foi responsável pela circulação da nota, que dizia que o SBT era uma concessão de televisão que pertencia ao Governo Federal, e por isso aconteceu o encontro.

“A minha concessão de concessão pertence ao governo federal e eu jamais me colocaria contra qualquer decisão do meu ‘patrão’ que é o dono da minha concessão. Nunca acreditei que um empregado ficasse contra o dono, ou ele aceita a opinião do chefe, ou então arranja outro emprego “, dizia trecho da nota.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes