Vacina Cubana: país começará teste em humanos na próxima semana

A vacina cubana começará a ser testada em humanos na próxima semana. A Rússia também planeja ter sua própria vacina produzida em Cuba.

A vacina cubana contra o coronavírus entrou na corrida com as outras que estão sendo desenvolvidas em diversos países.

A princípio, Cuba tem sido eficiente em lidar com a pandemia.  Contudo, a ilha relatou um número crescente de pessoas infectadas pelo coronavírus nos últimos dias. Por esse motivo, na semana passada, o governo impôs um novo lockdown em Havana.

O chefe de epidemiologia do Ministério da Saúde, Francisco Duran, anunciou na terça-feira (19) que o país está trabalhando em uma vacina.

Segundo Rolando Perez, diretor da empresa de biotecnologia BioCubaFarm, o país tem duas prioridades. A primeira é conseguir realizar mais testes rápidos e em massa para analisar a propagação do vírus. A segunda é desenvolver uma vacina eficaz para combater a doença no país.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

vacina cubana
Imagem: Reprodução / Bao_5

Vacina cubana entra na fase de testes em humanos

No CIGB, um centro de imunologia molecular e engenharia genética e biotecnologia, os cientistas trabalham atualmente em quatro vacinas potenciais. Elas já estão com os testes em fase avançada, informou a mídia cubana.

Na próxima semana, a vacina “Soberana 01” entrará na fase de testes em humanos. Contudo, os resultados dessa fase estão previstos para fevereiro de 2021.

Em contraste com muitos outros países em desenvolvimento, Cuba tem um forte setor de biotecnologia.

A experiência que o país acumulou ao longo dos anos agora é útil na pesquisa sobre o vírus. Assim como os deixa em evidência no cenário internacional para possíveis acordos.

Nesse momento, Cuba trabalha com projetos de pesquisa conjuntos com a União Europeia e a China.

 

Vacina russa com produção em Cuba

 

Relatos da mídia sugerem que Cuba está entre o grupo de nações que poderão produzir a vacina russa. Recentemente, a vacina Sputnik V foi aprovada por Putin e já começou a ser produzida na Rússia. Agora, o país está fechando novos acordos com outros países para distribuição e produção.

De acordo com Kirill Dmitriev, diretor do Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF), Cuba tem uma excelente capacidade para produção de vacinas.

Além disso, ele também acredita que o país se tornará um dos centros mundiais de produção, junto com a Índia.  De acordo com Dmitriev, a produção da vacina russa pode começar em Cuba já em novembro.

Porém, isso só será possível se a cooperação com o governo e as empresas avance. Nesse meio tempo, os detalhes da parceria e da produção ainda estão sendo acertados.

O diretor também reforçou que neste momento é importante se manter realista e conter o vírus. Além disso, ele alertou sobre o uso de máscara e o respeito do distanciamento social. Ou seja: enquanto não há vacina é importante respeitar essas regras.

Por último, Dmitriev acrescentou que mesmo que a vacina se mostre eficiente, ela não estará disponível em grandes quantidades tão cedo.

Fonte DW

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes