Desabamento em Ouro Preto: cidade está em situação de emergência

Prefeito decretou situação de emergência no domingo; outras áreas da cidade estão em risco

As fortes chuvas que castigam o estado de Minas Gerais parecem não dar trégua. Na manhã de quinta, 13 de janeiro, um desabamento no Morro da Forca atingiu ao menos dois casarões na cidade história de Ouro Preto, localizada na região central do estado. De acordo com as autoridades, o local já havia sido isolado pelo Corpo de Bombeiros e não há vítimas, mas ainda podem ocorrer novos deslizamentos.

Como foi o desabamento em Ouro Preto

Na manhã dessa quinta-feira, o Corpo de Bombeiros vistoriou o Morro da Forca e encontrou problemas estruturais. Isso fez com que as autoridades determinassem a evacuação do local, o que provavelmente evitou uma tragédia. O desabamento na Praça da Estação em Ouro Preto ocorreu por volta das 9h da manhã.

Pelo menos dois casarões históricos foram atingidos pela avalanche de terra. De acordo com a Defesa Civil, os imóveis eram tombados. A região em torno do morro segue evacuada, já que ainda há instabilidade, segundo as autoridades. A rede elétrica também foi atingida e alguns pontos da cidade estão sem energia.

Os bombeiros informaram mais cedo que pode haver outro desmoronamento e um hotel e um restaurante podem ser atingidos. Por isso, a ordem é que as pessoas não circulem pela área. A Secretaria Municipal da Prefeitura de Ouro Preto já funcionou em uma das casas atingidas, mas o imóvel estava desocupado há anos por causa do risco de desabamento.

Assista ao vídeo compartilhado pelo portal Metrópoles:

Situação de emergência

O desabamento em Ouro Preto aconteceu devido às chuvas que castigam Minas Gerais desde dezembro. No último domingo, a prefeitura da cidade publicou um decreto que colocou a cidade na lista de municípios em situação de emergência por causa da chuvarada. No sábado, outro deslizamento de terra soterrou um homem de 55 anos. O corpo foi encontrado três dias depois.

Na cidade, pelo menos 16 vias estão interditadas e equipes da prefeitura trabalham para desobstruir esses locais. Segundo o prefeito Ângelo Oswaldo (PV), há diversas área de risco em Ouro Preto. Isso se deve à localização do município, que fica numa região montanhosa. Ainda de acordo com ele, há um plano de contenção que aguarda liberação de recursos para ser implantado. A Defesa Civil está monitorando as áreas de risco.

As chuvas que atingem a região de Ouro Preto, onde houve o desabamento nesta quinta, devem continuar nos próximos dias, segundo o Climatempo. Na sexta e no sábado, não há previsão de chuva na cidade, mas a partir de domingo há grande possibilidade de precipitação, condição que deve se manter durante toda a semana. O solo da cidade está encharcado e, por isso, há riscos de ocorrerem novos deslizamentos de terra.

 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes