Auxílio emergencial de SP paga até R$ 200; veja como receber

Programa atende mais de 1,2 milhão de moradores da capital paulista e segue com parcelas até maio.

A Prefeitura de São Paulo começa a pagar nesta quinta-feira (25) uma nova etapa do auxílio emergencial de SP. As parcelas são de R$ 100 ou R$ 200 e serão creditadas até maio.

Segundo a prefeitura, 1,2 milhão de moradores da cidade serão beneficiados com o auxílio emergencial municipal. A estimativa é que seja pagos mais de R$ 398 milhões.

O público-alvo do programa são pessoas adastrados em programas sociais como o Bolsa Família, que receberam parcelas de R$ 100. Além disso, as famílias de trabalhadores ambulantes que possuam Termo de Permissão de Uso ou que fazem parte do sistema “Tô Legal” da prefeitura, também recebem o mesmo valor.

Já as pessoas com deficiência receberão um benefício no valor de R$ 200 por mês, independente da idade. Os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada, o BPC do INSS, não podem receber o auxílio emergencial municipal da Prefeitura de São Paulo.

Auxílio emergencial 2021 pode ser prorrogado por mais 4 meses

Calendário do auxílio emergencial municipal SP

O calendário de pagamento do auxílio emergencial municipal será de acordo com o final do número do NIS (Número de Identificação Social). Os cronogramas dos demais meses de pagamentos ainda não estão disponíveis.

Final do NIS Data do crédito
1 e 2 25/03 (quinta-feira)
3 e 4 26/03 (sexta-feira)
5 e 6 29/03 (segunda-feira)
7 e 8 30/03 (terça-feira)
9 e 0 31/03 (quarta-feira)

 

De acordo com a prefeitura, os moradores da cidade que tem direito ao auxílio receberão um SMS a partir de sexta-feira (26) informando sobre a data do pagamento e a disponibilidade dos recursos nos canais digitais. As mensagens chegarão no dia em que o crédito estiver disponível.

Benefício

Em 2020, segundo a Prefeitura de São Paulo, 1.265.827 pessoas receberam o auxílio emergencial municipal. Do total de 480 mil cadastradas no Bolsa Família, 470.192 famílias receberam o benefício até o momento, total de R$ 391 milhões pagos.

A prefeitura reforça que não é necessário comparecer aos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social), postos do Descomplica SP ou agências da Caixa para realizar cadastros ou solicitar a abertura de conta. Isso porque o benefício é gerado automaticamente para as famílias que atendam aos critérios do programa.

Para dúvidas sobre o benefício, o cidadão pode acessar o site da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/assistencia_social) ou pela Central 156.

Leia também: Feriado antecipado SP: o que funciona na capital paulista?

Você pode gostar também
buy cialis online