Com greve de ônibus, rodízio em SP será suspenso na quarta

Carros com placas finais 5 e 6 poderão circular pelo Centro expandido a qualquer horário.

O rodízio em SP será suspenso nessa quarta-feira, 29 de junho, por causa da nova greve de ônibus na cidade a partir da meia-noite. Com isso, veículos com placas finais 5 e 6 poderão circular pelo centro expandido a qualquer horário.

A paralisação de motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo faz parte da reivindicação de reajuste salarial da categoria. No dia 14, os trabalhadores entraram em greve, o que afetou 713 linhas que transportariam 1,5 milhão de passageiros no horário de pico.

Como a greve poder durar 24 horas, a prefeitura da capital anunciou a suspensão do rodízio municipal de veículos.


Rodízio em SP será suspenso por greve até quando

O rodízio em SP será suspenso apenas na quarta-feira, 28, enquanto houver a greve dos ônibus. Portanto, o retorno das restrições está programado para quinta-feira, 30, das 7h às 10h e das 17h às 20h. O rodízio deve ser respeitado de segunda a sexta-feira e, se for flagrado, o motorista paga uma multa no valor de R$ 130,16 e recebe quatro pontos na carteira. Se for flagrado duas vezes no mesmo dia, é penalizado em dobro.

O rodízio de veículos não está suspenso, no entanto, para veículos pesados (caminhões) e nem para as demais restrições, como a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF).


Como funciona o rodízio?

Quando não está suspenso, o rodízio de veículos em São Paulo funciona da seguinte maneira: placas final 1 e 2 não podem circular às segundas-feiras; final 3 e 4 não circulam às terças; 5 e 6, às quartas; quem tem carro com placa final 7 e 8 está proibido de trafegar às quintas-feiras e às sextas não circulam as placas 9 e 0.

Dias de rodízio em São Paulo

  • Finais 1 e 2: das 7h às 10h e das 17h às 20h de segunda-feira
  • Finais 3 e 4: das 7h às 10h e das 17h às 20h de terça-feira
  • Finais 5 e 6: das 7h às 10h e das 17h às 20h de quarta-feira
  • Finais 7 e 8: das 7h às 10h e das 17h às 20h de quinta-feira
  • Finais 9 e 0: das 7h às 10h e das 17h às 20h na sexta-feira

São isentas as pessoas com problemas de saúde que comprometam a mobilidade, em tratamento de doença grave ou quem faz o transporte delas, médicos e serviços públicos e/ou essenciais, como coleta de lixo, correios, serviços funerários, manutenção de rede elétrica, transporte escolar, transporte público, motos, entre outros. Carros de outras cidades não são isentos.

Quais são as áreas restritas?


A área em que há restrições de circulação é compreendida como Centro Expandido e inclui o Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D’Escragnolle Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.

+ 9 de julho é feriado em São Paulo em 2022 ou foi antecipado?

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.