SP amplia funcionamento do comércio e reduz de bares; veja o que muda

A partir do dia 12 de dezembro, o comércio da Capital de SP terá outro horário. A mudança é para tentar diminuir as aglomerações durante as compras de final de ano.

O governo de São Paulo anunciou na tarde de sexta-feira, 11, novas regras para a Fase Amarela, como a ampliação de 2 horas no horário de funcionamento do comércio em SP. A medida começa a valer no dia 12 de dezembro e tem validade de 30 dias. As alterações, o governador João Doria, são uma tentativa de evitar aglomeração durantes as compras de fim de ano e assim conter o avanço da Covid-19.

Por outro lado, bares e restaurantes devem horário reduzido, uma forma de enfrentar o aumento de casos entre os mais jovens. A partir de agora, o horário estabelecido para fechamento de bares é até 20 horas. Os restaurantes poderão funcionar até as 22h, mas deverão encerrar a venda de bebida alcóolica até as 20h.

De acordo com o estado, a demanda por leitos de Covid-19 nas três últimas semanas é maior entre as pessoas de 30 a 50 anos.

A mudança só leva em consideração os horários de funcionamento. A capacidade de atendimento ainda continua em 40% para todos os locais. Além disso, as outras medidas sanitárias terão que ser mantidas, ou seja, é necessário a aferição de temperatura na entrada, a disponibilização de álcool em gel e o distanciamento mínimo entre as mesas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Com essas medidas, nós estamos trabalhando com dois objetivos bem distintos. Com relação a essa população idosa, que exerce pressão sobre o sistema de saúde, com necessidade de leitos,  e que acaba tendo indicador de maior mortalidade, a solução que o plano SP prevê é a imunidade decorrente da vacina […] para esta população jovem, que não será contemplada nesta etapa da imunização, o que nós queremos focar é a redução da possibilidade de transmissão da doença que são aquelas que, no entendimento dos pesquisadores, é a forma mais frequente da transmissão, que é exatamente este lazer noturno”, disse João Gabbardo, coordenador executivo do Centro do Centro de Contingência da Covid-19.

O que muda no funcionamento do comércio em SP?

  • Bares de todo o estado só poderão funcionar até ás 20h, com no máximo seis pessoas por mesa. O serviço em pé está proibido. Antes, eles podiam ficar abertos até às 22h;
  • Os restaurantes poderão continuar funcionando até às 22h, no entanto, deverão parar de servir bebida alcoólicas às 20h e as mesas só poderão ter seis pessoas. O serviço em pé também é proibido;
  • O horário de funcionamento dos shoppings foi ampliado de 10 para 12 horas diárias, portanto, os centros comerciais podem funcionar até às 22h;
  • Lojas de conveniência dos postos de combustíveis não poderão vender bebidas alcoólicas após às 20h, seja para consumo local ou não;

 

Fiscalização do funcionamento do comércio em SP

O governo também anunciou que vai aumentar a fiscalização do funcionamento de bares e restaurantes em SP Os Estado ampliou para 1000 o número de agentes sanitários para dar suporte aos municípios. “Nós vamos estar atuando em aglomerações, nos bares, no comércio, em restaurantes, conveniências, baladas, festas clandestinas. Nós vamos atuar mais intensamente nestes horários para ver o cumprimento destas regras”, disse a diretora técnica da Secretaria de Estado da Saúde.

Aumento de casos de Covid e mortes em SP

Além da alteração do funcionamento de bares e restaurantes em SP.,  também foram apresentados dados do aumento de casos confirmados de coronavírus no Estado e também do aumento de mortes da doença. Segundo o balanço, da 47° semana epidemiológico até a 49°, houve crescimento de 26,9% de novos casos e de 30,3% de novas mortes. Já as internações em hospitais públicos e privados subiram em 15%.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes