Caixa libera Auxílio Emergencial para nascidos em setembro (06/12)

O Auxílio Emergencial para nascidos em setembro é depositado hoje na Conta Poupança Social Digital dos beneficiários, pelo app Caixa Tem.

Nascidos em setembro recebem o Auxílio Emergencial de R$ 600 e R$ 300 neste domingo (06). O depósito do valor acontece na Conta Poupança Social Digital, no app Caixa Tem.

Sendo assim, beneficiários que solicitaram o auxílio emergencial em junho e julho, mas também que teve a contestação aceita e o benefício reavaliada em setembro e outubro.

Os depósitos na Caixa Tem  fazem parte do ciclo 5 do auxílio emergencial.

O valor das parcelas que tem crédito disponível hoje variam de acordo com o mês que o beneficiário entrou no auxílio emergencial. Todos os beneficiários têm direito a receber cinco parcelas de R$ 600 (ou R$ 1200 para mães chefe de família). Depois disso, passam a receber até o fim do ano parcelas do auxílio residual de R$ 300 (ou R$ 600 para mães chefe de família).

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como utilizar o auxílio emergencial na poupança social digital?

O Caixa Tem é o aplicativo da Caixa para recebimento de benefícios sociais. Dessa forma, o titular pode realizar até três transferências eletrônicas sem custo por mês e fazer pagamento de boletos bancários.

Assim, para as pessoas que já possuem cadastro para receber o auxílio emergencial, abono salarial, saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou o programa emergencial de manutenção de empregos, a conta pode ser aberta automaticamente.

Já para receber outros benefícios sociais, exceto os auxílios do INSS, o cidadão precisará autorizar a abertura da conta poupança social digital.

Através do aplicativo Caixa Tem, o cidadão pode usar os recursos do benefício emergencial creditados para pagar contas doméstica, como água, luz e telefone. Bem como, realizar compras com cartão de débito virtual e pagamentos em lojas físicas por meio de QR Code.

Dessa forma, a conta pode ser fechada ou convertida em conta regular a qualquer tempo, sem custos adicionais. Entretanto, o texto proíbe que os bancos façam descontos dos valores recebidos pelo beneficiário para compensar dívidas anteriores.

 

Leia também

Quem receber auxílio emergencial de forma irregular terá que devolver

Fim do auxílio emergencial: confira os pagamentos que faltam em 2020

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes