Cotação do dólar 24/08/2020 – Moeda tem queda e fecha a R$ 5,59

O dólar à vista fechou em leve queda de 0,22%. Tratamento contra o Covid-19 e medidas de recuperação econômica ajudaram a moeda brasileira a subir.

Cotação do dólar 24/08/2020 – O dólar à vista fechou em leve queda ante o real nesta segunda-feira (24), longe das mínimas registradas na sessão. Isso se deve às oscilações no mercado de câmbio que se estabilizaram na na parte da tarde, depois de variações discretas nas moedas também no exterior. Além disso, o dia foi marcado pelo otimismo sobre tratamentos contra a Covid-19.

Sobretudo, o pacote de medidas prometido pela equipe econômica é visto como uma oportunidade de o governo enviar um forte sinal ao mercado sobre gestão responsável das contas públicas.

Por outro lado, ruídos internos na área econômica do governo e com outros ministérios geraram apreensão sobre riscos de aumento adicional de gastos depois de 2020, o que comprometeria a confiança na trajetória fiscal.

 

Bolsa – Cotação 24/08/2020

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O Ibovespa, índice de referência da bolsa de valores brasileira, a B3, fechou em alta hoje. Dessa maneira, seguiu acompanhando bolsas no exterior, enquanto no Brasil, agentes financeiros aguardam o anúncio do novo pacote econômico. O Ibovespa subiu 0,77%, a 102.297,95 pontos. O volume financeiro somou R$ 23,2 bilhões.

O resultado positivo veio com a possibilidade dos EUA acelerarem uma vacina experimental contra o coronavírus. O antídoto está sendo desenvolvid pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, conforme noticiou o Financial Times. 

No Brasil, com a temporada de balanços caminhando para o final, o cenário fiscal ganha mais relevância. Ainda mais com a perspectiva de novas medidas para apoiar a recuperação econômica do país.

 

Oscilações durante o dia – Cotação 24/08/2020

A moeda caiu 0,22%, cotado a R$ 5,594 na venda. Na mínima, atingida ainda na primeira hora de negócios, chegou a R$ 5,559 (-0,85%). Contudo,  na máxima (alcançada por volta de 11h30), bateu R$ 5,613 (+0,11%).

No meio da tarde, o dólar foi cotado em R$ 5,57. Isso depois do governo anunciar adiamento do pacote de medidas econômicas, previsto inicialmente para amanhã (25). Como resultado, a pressão de compra de dólares aumentou.

Depois disso, a moeda voltou a superar R$ 5,60 reais, fechando o pregão perto desse patamar.

 

 

Fontes: Agência Brasil e Reuteurs

Informar Erro
Através da Agência Brasil

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes