Dólar sobe a R$ 5,60 após Bolsonaro rejeitar ‘Renda Brasil’ de Guedes

A reação do mercado aconteceu depois de o presidente Jair Bolsonaro rejeitar a proposta de Paulo Guedes para implantar o Renda Brasil – programa assistencial para substituir o Bolsa Família.

Após uma quarta-feira (26) marcada por tensões no mercado financeiro, a bolsa caiu e o dólar voltou a ultrapassar os R$ 5,60. Assim, o dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,612, com alta de R$ 0,084 (+1,52%).

Com isso, a cotação do dólar chegou ao valor mais alto desde 20 de maio, quando tinha fechado em R$ 5,69.

No início do dia, a moeda norte-americana operava perto da estabilidade. A reação do mercado aconteceu depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rejeitar a proposta de Paulo Guedes para implantar o Renda Brasil – programa assistencial para substituir o Bolsa Família.

Em evento em Ipatinga (MG), o presidente confirmou que a proposta está suspensa, além de se mostrar contrário à eventual extinção do benefício. A ideia era criar um benefício maior que o valor atual do Bolsa Família, de R$ 250 reais por família, em média.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No entanto, a equipe econômica de Guedes propôs propôs corte em outros programas sociais. Entre eles o abono salarial, o seguro-defeso e o Farmácia Popular, para assim respeitar o teto de gastos públicos.

Com isso, o índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), que também operava perto da estabilidade, passou a cair.

Teto de gastos

Mais tarde, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reiterou o compromisso com o teto de gastos e disse que nenhuma proposta que viole o limite de despesas federais será votada na Casa. Então, a declaração aliviou a alta do dólar, que chegou a R$ 5,63 na máxima do dia, por volta das 15h, e desacelerou a queda da bolsa.

Assim sendo, o Banco Central (BC) voltou a intervir no câmbio. A autoridade monetária vendeu US$ 650 milhões das reservas internacionais em dois leilões de linha, quando o BC vende parte das reservas com o compromisso de recomprá-las mais tarde.

Via Agência Brasil

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes