Qual a diferença entre as formas de pagamento e o PIX?

O PIX, novo sistema do Banco Central, pode facilmente ser equiparado as principais formas de pagamento, com suas diferenças e facilidades

O PIX chegou no mercado e passou a oferecer mais uma opção para aqueles que desejam realizar pagamentos e transferências, prometendo um sistema ágil e facilitado. A grande diferença do PIX é que ele pode facilmente ser equiparado as principais formas de pagamento, com suas diferenças e facilidades. Ainda assim, é possível analisar para chegar a conclusão de qual a melhor opção para cada cliente.

 

O que é a forma de pagamento PIX?

O Pix é uma funcionalidade disponível em aplicativos de bancos e fintechs onde a pessoa já tem conta. Ele torna as transferências mais ágeis que o DOC/TED, e pode ser feito sete dias por semana, 24 horas por dia. Além disso, também promete realizar as operações em apenas 10 segundos.

É um sistema de pagamentos instantâneos, assim como o TED e DOC, boletos bancários, transferências entre contas e cartões, crédito ou débito. As chaves Pix são funcionalidades para fazer transações com o novo meio de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (BC).  Além de ser gratuito para pessoas físicas, não precisa de intermediários para realizar as operações. Também possui a opção de leitura de QR Code.

 

TED e DOC

Em suma, uma das principais comparações em relação ao Pix são as formas de pagamento TED e DOC.  No caso do TED, é necessário conhecer e digitar os dados do recebedor. Assim, quando feito dentro do horário, o dinheiro cai no mesmo dia. Funciona somente em dias úteis, geralmente entre 6h e 17h30. Permite transferências maiores do que R$ 5.000 e não há notificação quando feita.

Então, para DOC, também é necessário conhecer e digitar os dados do recebedor. O sistema funciona em dias úteis, geralmente entre 6h e 17h30, para transferências com o valor máximo de R$ 4.999,99. Assim, o dinheiro cai no próximo dia útil quando a transferência é feita dentro do horário.

 

Boleto bancário

Para pagamentos feitos em boleto, o pagamento acontece com a leitura ou digitando o código de barras. Dessa maneira, o dinheiro fica disponível somente no dia útil seguinte ao pagamento, com a emissão do boleto com regras e sem aviso quando a transferência é feita.

 

Cartão de débito e crédito

Nas formas de pagamento de crédito ou débito em relação ao PIX, o pagamento depende do cartão, ou cartão virtual em compras online. Para os pagamentos no cartão de débito, o dinheiro fica disponível dois dias após o pagamento e o recebedor deve ter ou alugar maquininha. No caso do cartão de crédito, o dinheiro fica disponível 28 dias após o pagamento. Portanto, a maior vantagem em relação ao último é que existe um crédito específico no uso, que oferece um limite para o cliente usar e depois pagar. Por fim, o PIX não é uma operação de crédito e é preciso ter dinheiro na conta para usá-lo.

 

Leia também:

Banco Central adia recolhimento do FGTS com PIX

Pix poderá ser usado para pagar faturas e recargas de celular

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.