Prazo para fazer doação e diminuir IR acaba dia 30; veja como fazer

Doações incentivadas devem ser feitas para projetos sociais voltados para o atendimento de crianças, jovens e idosos em situação de vulnerabilidade social ou promoção de cultura e esporte

Nesta quarta-feira (30) termina o prazo para o contribuinte doar até 6% do IR (Imposto de Renda) e ter abatimento no cálculo do próximo ano. As doações incentivadas devem ser feitas para projetos sociais voltados para o atendimento de crianças, jovens e idosos em situação de vulnerabilidade social ou promoção de cultura e esporte.

 

Como doar o IR?

O valor doado retorna para o contribuinte ou na restituição do IR, ou ainda é abatida do valor do imposto a pagar. Em suma, é necessário escolher o projeto social que receberá os valores doados. Após a doação do dinheiro, o valor terá redução no IR no próximo ano. Os projetos são validados e aprovados pelo poder público.

Para comprovar ao doar o IR, o beneficiado deve emitir um recibo. Assim, o valor deve ser incluído com o nome e CNPJ ou CPF do beneficiário na declaração, na ficha “Doações Efetuadas”. Algumas plataformas facilitam o processo conectando o contribuinte doador a projetos sociais.

 

Para quais instituições doar o IR?

Para que a dedução possa ser feita, o dinheiro deve ter destino a programas vinculados a:

  • Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente;
  • Fundos dos Direitos dos Idosos;
  • Projeto cultural (Lei Rouanet);
  • Atividade audiovisual (Lei de Incentivo à Atividade Audiovisual);
  • Atividade esportiva (Lei de Incentivo ao Esporte).

 

O que é Imposto de Renda?

O IR existe desde 1992 e procura fazer a cobrança da tributação de todos os brasileiros. As cobranças vão de acordo com as regras feitas pela Receita Federal. Portanto, a declaração contém todos os bens adquiridos no ano anterior por pessoas físicas ou jurídicas. É feita anualmente e entregue ao governo que acompanha a evolução do patrimônio do contribuinte.

De acordo com as estimativas da Receita Federal, no período referente às declarações de 2020, estima-se que mais de 1 milhão de pessoas caíram na malha fina do imposto de renda. Trata-se, portanto, da revisão sistemática das declarações de imposto de renda realizada pela Receita. Ao doar o IR, então, é importante estar atento para evitar inconsistências ou erros na declaração que deverão ter correção e estão passíveis de multa.

 

Leia também:

Isenção do imposto de renda: confira para quem é e como funciona

Confira passo a passo de como calcular o imposto de renda mensal

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.