Caixa deve anunciar microcrédito de até R$ 1.000 em 2021

O microcrédito da Caixa deve entrar em vigor em 2021, em conjunto com a criação do banco digital e abertura de ações em Bolsa de Valores.

O Microcrédito Caixa de até R$ 1.000 deve começar as operações em janeiro de 2021. A Caixa Econômica Federal anunciou que vai oferecer o empréstimo para empresas que sejam abrir ou investir em negócios. Sendo assim, o objetivo da autarquia federal é beneficiar 10 milhões de empreendedores com a linha de crédito, após o fim do auxílio emergencial.

Além disso, a Caixa também deve anunciar ações na Nasdaq, Bolsa de tecnologia nos Estados Unidos e criar um banco digital. Dessa forma, o microcrédito poderá ser contratado pelo banco digital e não somente nas agências Caixa.

 

Microcrédito Caixa

Em entrevista exclusiva ao Estadão/Broadcast, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que “o microcrédito não é auxílio. O auxílio é transferência. O microcrédito é um crédito, para aqueles que têm condição de pagar a Caixa de volta”. A entrevista aconteceu em 17 de novembro.

A Caixa deve ofertar mais de R$ 10 bilhões em operações de microcrédito em 2021. Sendo assim, estima-se beneficiar 10 milhões de microempreendedores no valor de até R$ 1.000.

Além disso, os empréstimos terão prazo de pagamento entre três e cinco anos. Mas também, a alíquota de juros podem ser abaixo da taxa praticada no mercado, potencialmente.

Por fim, o microcrédito é uma iniciativa que deve em vigor em janeiro de 2021. O auxílio emergencial não terá prorrogação para o próximo ano.

 

Banco Digital

A Caixa Econômica Federal pretende criar um banco digital nos próximos 6 meses. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou as novidades após apresentação dos resultados do banco no terceiro trimestre, em 25 de novembro.

Segundo Guimarães, o banco digital da Caixa já tem 100 funcionários. Também, terá 105 contas digitais abertas pela instituição no início das operações.

Contudo, para que o banco digital tenha lançamento no primeiro semestre de 2021 precisa da aprovação do Banco Central e do Conselho de Administração da Caixa. “Estamos discutindo internamente. Há um consenso que esse é um ponto chave para o futuro da Caixa Econômica Federal. Já há uma conversa inicial no conselho de administração e algumas conversas no Banco Central”, disse Guimarães.

Por fim, o banco digital deve ofertar três serviços, inicialmente: liberação de microcrédito Caixa, pagamento de benefícios socias e crédito imobiliário para famílias de baixa renda. Dessa forma, a Caixa pretende atender 15 milhões de clientes.

 

Leia também

Microcrédito para MEI: entenda como funciona e como contratar

MEI pode pedir microcrédito de até R$ 21 mil; veja condições

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.