Caixa TEm deve oferecer linhas de microcrédito de até R$ 2 mil

Dentre as ideias em estudo, o programa de microfinanças que deve oferecer financiamentos que variam de R$ 500 a R$ 2 mil, além de opções voltadas para os microempreendedores

Em dezembro de 2020, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que a instituição irá lançar linha de microcrédito, que chamou de “programa de microfinanças”. Segundo a Agência Brasil, a proposta é ofertar financiamentos que variam de R$ 500 a R$ 2 mil para mais de 10 milhões de brasileiros, com taxas de juros entre 1,5% e 2,5% ao mês.

“São taxas muito menores de juros e que vão permitir que mais de 10 milhões de brasileiros tenham acesso ao crédito de maneira segura, rápida, sem precisar ir à agência. Isso reforça a bancarização e reforça o acesso dessa população mais carente ao setor financeiro”, explicou, durante entrevista ao programa Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Guimarães já havia afirmado que utilizaria a plataforma de pagamentos do auxílio emergencial para a disponibilização de microcréditos. Assim, outras linhas de microcrédito também podem ser lançadas, mas em valores menores.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Microcrédito Caixa de R$ 2 mil

A decisão acompanha a vontade de aumentar a quantidade de serviços oferecidos no Caixa Tem. Dentre as mudanças previstas, o governo deve passar a permitir que os usuários contratem títulos de capitalização, microcrédito, microsseguro e outras funcionalidades. Da mesma forma, o pagamento de benefícios como o Bolsa Família poderão ser feitos na plataforma.

Como apontou o jornal Gazeta do Povo, as mudanças devem ocorrer de forma gradual entre o fim deste ano e o ano de 2021. Um dos objetivos é aumentar a base de clientes do aplicativo. Ao passo que, espera-se que pessoas comprem os produtos oferecidos, já que a abertura e movimentação das contas é gratuita.

Além disso, em março deste ano deve chegar ao Caixa Tem uma linha de microcrédito voltada a informais e microempreendedores formais (MEIs). A ideia do banco é oferecer pelo menos R$ 10 bilhões para cerca de 10 milhões de pessoas, mas valor ainda pode crescer. O valor máximo do empréstimo deve ser de R$ 1 mil, segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. As condições de pagamento e a taxa de juros ainda não foram divulgadas, mas ele garantiu que serão acessíveis às pessoas de baixa renda, foco do microcrédito.

Segundo Guimarães, algumas iniciativas já em andamento, como o Programa Casa Verde e Amarela, também passarão a ter sua operacionalização pelo celular por meio do aplicativo Caixa Tem. “Todos os contratos desse programa serão, a partir do ano que vem, via aplicativo”, disse. “Vamos migrar esses e novos contratos serão feitos pelo aplicativo”.

 

Caixa Tem

As contas digitais, chamadas de Conta Poupança Social Digital, tem abertura automática pela Caixa Econômica Federal aos beneficiários de programas assistenciais do governo. Desse modo, os cidadãos não precisam apresentar documentos ou ir até agências. Pelo aplicativo Caixa Tem, é possível movimentar o dinheiro pelo aplicativo, mas os saques com o Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão continuam nas agências.

O Caixa Tem permite fazer o pagamento de contas domésticas e boletos, bem como compras online com cartão de débito virtual. O aplicativo vem sendo usado desde abril, como meio dos beneficiários do auxílio emergencial receberem suas parcelas. Além disso, trabalhadores podem acessar seu FGTS Emergencial na plataforma.

 

Leia também:

Bolsa Família: como receber os pagamentos mensais pelo Caixa Tem?

Aplicativo Caixa TEm: veja como recuperar a senha de login

Informar Erro
Fonte Agência Brasil Gazeta do Povo

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes