Pix para empresas: veja como vai funcionar e quais as vantagens

Como o processo não depende de intermediários, o que é o caso das maquininhas de crédito e débito, o Pix para empresas pode ser vantajoso e reduzir custos da venda de produtos.

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos, oferece diminuição de custos para pessoas físicas e jurídicas. Trata-se de um meio de transferências bancárias como o TED e o DOC, e que também oferece outros modos de pagamento como o QR Code. Como o processo não depende de intermediários, o que é o caso das maquininhas de crédito e débito, o Pix para empresas pode ser vantajoso e reduzir custos da venda de produtos.

Desse modo, o Banco Central (BC), que gerencia o Pix, definiu que o envio de pagamentos será gratuito para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI). No entanto, caso se use o sistema para fins comerciais poderá haver cobrança nos recebimentos. Veja os critérios do BC:

  • Recebimento da transferência por QR Code Dinâmico;
  • Recebimento de mais de trinta transações com Pix no mês, por conta. Pode-se cobrar tarifa a partir da 31ª transação.

Sendo assim, nessas duas situações pode haver tarifas, pois se configura como atividade comercial. Ao passo que se a conta da pessoa física ou do MEI for usada exclusivamente com essa finalidade, o banco pode aplicar critérios para configurar a situação de recebimento com finalidade compra, o que deve constar em contrato.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como se cadastrar?

O cadastro do Pix para empresas é igual ao das pessoas físicas. Basta ter conta em uma das instituições autorizadas a oferecer o sistema e efetuar o registro da Chave Pix. Pessoas jurídicas podem ter até 20 chaves em cada instituição. Mas não se pode repetir o mesmo código em contas diferentes. Vejas as possibilidades:

  • CPF e/ou CNPJ;
  • E-mail;
  • Número de telefone celular;
  • Chave aleatória, entre números e letras, com 32 dígitos

Como vai funcionar o Pix para empresas?

Sendo assim, o empreendedor pode receber pagamento via Pix ao informar ao seu cliente qual é a sua chave. Há também a possibilidade de gerar um QR Code. A saber, o QR Code estático é emitido uma única vez e pode ser usado para vários pagamentos. Já o QR Code dinâmico pode ser usado apenas uma vez, ou seja, deve-se criar um novo a cada transação.

Por fim, o comerciante recebe o dinheiro em sua conta e consegue acessar os pagamentos e recebimentos do Pix no extrato da conta.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes