Pix poderá ser usado para recolher FGTS a partir de janeiro

O assunto já havia sido comentado em outubro, durante a abertura da 11ª reunião plenária do Fórum Pix

Com o início do de 2021, o Pix poderá ser usado para recolher o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O anúncio foi feito ontem (22) pelo diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do Banco Central (BC), João Manoel Pinho de Mello.

O assunto já havia sido comentado em outubro. Durante a abertura da 11ª reunião plenária do Fórum Pix, Mello informou que o Banco Central (BC) firmou acordo de cooperação técnica com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho para permitir esse recolhimento.

Nesse sentido, o Pix é um sistema de pagamentos instantâneos, gerenciado pelo BC. Ele funciona todos os dias da semana, 24 horas por dia, inclusive em feriados e fins de semana. O pagamento se realiza em até 10 segundos e é gratuito para pessoas físicas.

Pix para recolher FGTS

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A possibilidade do Pix para recolher o FGTS será lançada junto com o FGTS Digital. Trata-se de uma nova plataforma com o objetivo de reunir a apuração, a cobrança, o recolhimento e o lançamento das contribuições para o fundo.

De acordo com a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, o novo sistema gerará redução de custos para as empresas. Afinal, os empregadores deixarão de emitir cerca de 70 milhões de guias de recolhimento por ano e poderão acompanhar digitalmente o pagamento e a destinação das contribuições.

Além disso, o diretor do Banco Central anunciou durante o evento que o recolhimento do FGTS pelo Pix aumenta a concorrência entre as instituições financeiras. Por que não será mais necessário estabelecer convênios entre a empresa e um banco.

Novas funções do Pix

No começo deste mês de dezembro, a Receita Federal e o Banco do Brasil confirmaram um convênio para permitir que empresas paguem impostos a partir de QR Code, no sistema do Pix. O movimento vale para companhias obrigadas a entregar a Declaração de Débitos e de Créditos Tributários Federais, Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb).

Ademias, em novembro ocorreu o lançamento do PagTesouro, Trata-se uma plataforma digital de pagamentos do Tesouro Nacional integrada ao Pix.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes