Veja como será a nova linha de financiamento imobiliário da Caixa

A nova linha de financiamento imobiliário da Caixa deve contar com correção da caderneta de poupança.

A nova linha de financiamento imobiliário da Caixa deve contar com correção da caderneta de poupança, como já ocorre em instituições como Itaú e Banco Inter. Na prática, quem optar por essa linha arcará com juros menores, em comparação aos empréstimos tradicionais. O anúncio sobre a criação dessa linha ocorreu em novembro de 2020.

Como vai funcionar a nova linha de financiamento imobiliário da Caixa?

A divulgação sobre a criação da nova linha ocorreu durante evento da Associação Brasileira de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). O presidente da Caixa Econômica Federal informou, sem muitos detalhes, que “Estamos discutindo um quarto produto agora, devemos lançar em breve e esse produto veio com a competição. Isso é muito bom, isso gera eficiência.”

Como dito, os juros da linha de financiamento imobiliário da Caixa devem acompanhar a poupança. O rendimento desse investimento é de 70% da Selic, somado a Taxa Referencial (TR), que hoje está zerada. A Selic está hoje em 2% ao ano, seu menor patamar histórico. Então, conforme essa taxa subir, os juros do financiamento da casa própria também sobem.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Caixa tem 3 linhas de financiamento da casa própria

A Caixa conta com três linhas de financiamento imobiliário, que usam como referencial para os juros a TR, IPCA e juros prefixados. Ao passo que, também se diferenciam quanto ao tipo de imóvel e a quantidade de parcelas. Veja as características de cada uma:

  • Crédito imobiliário com IPCA: nessa modalidade, o financiamento usa como base o índice oficial de inflação do país, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). As taxas de juros variam de IPCA + 2,95% a IPCA + 4,95% ao ano, para compra de imóvel novo ou usado. Ao passo que, o prazo de pagamento é de 360 meses.
  • Crédito imobiliário pela TR: há também o financiamento imobiliário da Caixa que é atrelado à Taxa Referencial (TR), que atualmente está zerada. As taxas de juros variam entre 6,50% e 8,50% ao ano, para compra de imóvel novo ou usado, bem como de terreno. Ademais, o prazo de pagamento é de 420 meses.
  • Crédito imobiliário com taxa pré-fixada: por fim, nessa modalidade os juros não sofrem alterações ao longo do financiamento. As taxas variam de 8% a 9,75% ao ano.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes