Hambúrguer: como surgiu e virou paixão no Brasil?

Inventado na Alemanha, o hambúrguer começou a fazer parte do cardápio mundial durante a globalização pós-Segunda Guerra Mundial. Esse delicioso prato, que une carne, pão e queijo, conquistou o mercado internacional graças à visão dos irmãos Maurice e Richard McDonald e a fome do empresário Ray Kroc por uma receita que lhe trouxesse sucesso e poder.

Inventado na Alemanha, o hambúrguer começou a fazer parte do cardápio mundial durante a globalização pós-Segunda Guerra Mundial. Esse delicioso prato, que une carne, pão e queijo, conquistou o mercado internacional graças à visão dos irmãos Maurice e Richard McDonald e a fome do empresário Ray Kroc por uma receita que lhe trouxesse sucesso e poder. A aliança entre os três empresários tornou o McDonald’s uma das franquias mais rentáveis já inventadas.

Atualmente, a rede de fast food serve 69 milhões de pessoas diariamente e é dona de mais de 38 mil restaurantes ao redor do mundo. A marca do gigante M dourado fez sua entrada no Brasil em fevereiro de 1979, mas não foi a pioneira por aqui. Havia um outro americano que já havia percebido o potencial do mercado brasileiro.

A popularização do hambúrguer no Brasil

Robert Falkenburg popularizou o hambúrguer no Brasil
Bob Falkenburg, criador do Bob’s, posa em frente a seu Jaguar e a primeira unidade da rede de fast food. Fonte: Wikipédia

No Brasil, a popularização da gostosa receita de hambúrguer aconteceu no início da década de 50 pelas mãos de Robert Falkenburg, um tenista americano cansado da rotina exigente de seu esporte (e apaixonado por uma brasileira). Após participar de um campeonato em terras tupiniquins tentou procurar um bom milk shake, mas falhou em encontrar a bebida. Com sua frustração, teve a ideia de criar uma loja para comercializar sorvetes e, mais tarde, lanches como hot dogs e hambúrgueres. Assim surgia a primeira lanchonete Bob’s.

Apesar da prosperidade conquistada com a introdução do conceito de fast food no país, Falkenburg retornou aos Estados Unidos e vendeu o Bob’s em 1974. Atualmente, a marca é controlada pela empresa Yum! Brands, que também comanda as marcas Pizza Hut e KFC.

Após a criação do Bob’s e a chegada do McDonald’s, diversos outros empresários se aventuraram na criação de lanchonetes focadas na comercialização do hambúrguer. Segundo levantamento efetuado pelo Instituto de Gastronomia – analisando o período entre 1994 e 2014 -, o consumo do hambúrguer no Brasil aumentou 575%.

Esse crescimento talvez seja explicado por um levantamento do IBGE feito em 2019. “Do total das despesas das famílias brasileiras com alimentação, quase um terço (32,8%) é dedicado à refeições fora do domicílio”, afirma o Instituto. Tal número é um reflexo da ‘corrida’ rotina de trabalho da maioria dos brasileiros. Com isso em mente, podemos fazer a seguinte pergunta: “qual prato é preparado mais rápido do que um hambúrguer?”.

Além desse fator, o hambúrguer também ganhou um venerável status dentro da própria gastromia. Eventualmente, diversos restaurantes começaram a investir na produção de versões artesanais e/ou gourmet do prato de origem alemã.

A fama das hamburguerias gourmet

Três variedades de hambúrgueres artesanais expostas sobre tábua de madeira
A Tradi inova com receitas gourmet por tempo limitado. Fonte: @hamburgueriatradi

Assim que o hambúrguer tornou-se uma paixão nacional, diversos chefs começaram a testar ingredientes diferentes em suas criações artesanais. Dessa forma itens como onion ring, cogumelos (uma opção vegetariana) e até o forte wasabi entraram em variações da receita básica de pão, carne e queijo. E a moda pegou!

Para perceber isso, basta analisar o número de seguidores do Instagram de algumas das principais hamburguerias gourmet:

O sucesso brasileiro dos lanches artesanais é tanto que até o pioneiro McDonald’s teve que se render à moda. Em 2016, a rede de fast food  começou a vender seu primeiro hambúrguer gourmet (o ClubHouse ), e desde então atualiza periodicamente o seu cardápio com outras variações “premium”. Se uma empresa desse porte investe em um novo nicho, certamente é porque a moda caiu no gosto da população. E aí, deu vontade de comer um hambúrguer?

Informar Erro

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes